Aposta na retomada

Aposta na retomada

Depois de um desempenho fraco em 2014, as fabricantes acreditam em crescimento nas vendas de automóveis para este ano. Confira as novidades que devem chegar ao Brasil

» João Gabriel Amador Especial para o Correio
postado em 01/01/2015 00:00
 (foto: Hyundai/Divulgação)
(foto: Hyundai/Divulgação)
O ano de 2014 não foi muito bom para as fabricantes de carros no Brasil. Com Copa do Mundo, eleições e um desenvolvimento fraco da economia, o desempenho do mercado automotivo ficou abaixo do normal. Ainda houve lançamentos importantes, como os populares Ford Ka, totalmente refeito, e o up, da Volkswagen. Mas a maioria das empresas preferiu mudanças mais moderadas, como reestilizações estéticas ou introduções de novas tecnologias, como o câmbio automatizado e os exigidos air bags e freios ABS. Assim, a aposta é que este ano o panorama seja otimista, com lançamentos expressivos no mercado nacional. O Veículos separou alguns dos modelos que devem chegar às concessionárias e ajudar na retomada das vendas de automóveis no país.


Hyundai Veloster Turbo
Quando chegou ao Brasil, em 2011, o Veloster atraiu pelo design ousado. Entretanto, o modelo veio para cá apenas com a motorização 1.6. Quatro anos depois, o compacto deve finalmente receber o desempenho esportivo que merece. A versão turbo de 204 cavalos e de torque na casa dos 27kgfm deve desembarcar no fim de 2015 para concorrer com Golf GTi e Civic Si.


Honda HR-V
Os utiliitários de pequeno porte caíram no gosto do brasileiro. Para atender esse público, a Honda deve lançar o HR-V, uma espécie de irmão menor do CR-V. Apresentado no último Salão de Paris, em setembro, o carro contará com motor 1.8, I-Vtec de 140cv, com transmissão CVT. É o mesmo propulsor que equipa o Civic. A produção está concentrada na fábrica da empresa em Sumaré (SP).


Peugeot 2008
A aposta nos SUVs atraiu também a Peugeot, que busca retomar o crescimento no país, uma vez que a fabricante tem perdido mercado nos últimos anos. O modelo 2008 será um dos destaques para atingir essa meta. O carro será produzido em Porto Real, no Rio de Janeiro, e contará com motor 1.6 THP flex de 173cv, o mesmo do Citro;n C4 Lounge. O esperado é que ele seja lançado ainda neste primeiro semestre.


Zotye Z500
As fabricantes chinesas têm apostado forte no Brasil nos últimos anos. A mais recente a chegar no país é a Zotye, que em sua página oficial no Facebook afirma que o sedã Z500, recém-lançado na China, desembarca por aqui no próximo ano. O modelo conta com motor 1.5 turbo de 150cv e torque de 19,8kgfm, sendo oferecido com câmbio manual ou CVT.


Jeep Renegade
Veículos com pegada off-road têm crescido no mercado nacional e a tendência deve se manter para este ano. Uma das novidades é o Jeep Renegade, que será produzido na fábrica de Goiana, em Pernambuco. Já apresentado em salões no ano passado, o jipe virá em diversas opções de motorização, partindo de R$ 68 mil.


Fiat Bravo
Quem também receberá um novo visual é o Fiat Bravo. Reestilizado, o hatch foi mostrado no Salão de São Paulo com um desenho mais esportivo: novos para-choque e grade frontal, além de central multimídia nas versões mais caras. Foi lançada também a versão especial Blackmotion, com motor 1.8 16V, com câmbio Dualogic Plus. Já a linha T-Jet traz de série câmbio manual de seis marchas.


Ford Focus
Não serão apenas utilitários e jipes lançados em 2015. A Ford segue a estratégia de adequar a linha a um padrão estético global. Depois de Fusion, Fiesta, Ka e Ecosport chega a vez do Focus ganhar o visual típico da fabricante, com a grade hexagonal e linhas mais esportivas, tanto na versão hatch, quanto na sedã. Além disso, o lançamento trará um motor 1.5 EcoBoost que, na versão topo, entrega 180 cavalos.


Volkswagen Jetta
A maioria das mudanças do sedã da Volkswagen são externas, como a adição de LEDs nas lanternas e alguns outros detalhes na carroceria. Mas a principal alteração no modelo será a origem de produção. Atualmente o sedã é importado do México, mas a partir do ano que vem deverá ser fabricado em São Bernardo do Campo (SP), para complementar a demanda do país.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação