Planeje o calendário

Planeje o calendário

Neste ano repleto de feriados, os candidatos ao vestibular e ao Enem podem usar as horas livres para simular o dia da prova. Apesar de ser importante reservar um tempo para o descanso, especialistas destacam que toda oportunidade de estudar deve ser aproveitada

» MARIANA NIEDERAUER ESPECIAL PARA O CORREIO
postado em 19/03/2015 00:00
 (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)

Os candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a ao vestibular da Universidade de Brasília (UnB) devem considerar, na hora de planejar os estudos, o número de feriados que cairão entre segunda e sexta-feira este ano. Até o fim de 2015, a única data comemorativa que ficará no fim de semana, além da Páscoa, será a Proclamação da República. Segundo especialistas, quem pretende garantir uma vaga, principalmente nos cursos mais concorridos, precisa aproveitar essas oportunidades.

O professor Paulo Peres, coordenador do pré-vestibular do Galois, lembra que não basta ir às aulas do ensino regular ou do cursinho; é preciso reservar um tempo para estudar sozinho e revisar o conteúdo. ;Na aula, você fica passivo, não está aprendendo, está entendendo. Você vai aprender colocando em prática o que viu;, afirma. Para fixar o conteúdo, Peres sugere que sejam feitos resumos, no caso das disciplinas de humanas, e exercícios, para as de exatas. ;Para quem não está fazendo pré-vestibular e estuda por conta própria, o importante é fazer provas anteriores e comparar com o gabarito final;, indica.

Os feriados, segundo ele, podem ser aproveitados para simular o dia da prova, já que o estudante terá várias horas seguidas livres e poderá treinar em condições semelhantes às que encontrará na avaliação. Apesar de ser necessário guardar também alguns momentos para descansar e passar com a família e com amigos, não dá para abrir mão desses períodos livres. ;Ou você faz o sacrifício temporário, focando seu objetivo, ou não dá certo. Não tem como manter a mesma rotina e tentar um curso com poucas vagas;, diz.

Ele lembra ainda que o edital para o vestibular da UnB logo será divulgado e a data da prova marcada, provavelmente para o fim de maio ou início de junho. Nesse momento, o candidato já precisa estar com todo o cronograma de estudos pronto. No primeiro semestre do ano, também deve sair o edital do Enem 2015, que costuma ser aplicado entre o fim de outubro e o início de novembro.

Diferenças
O diretor pedagógico-geral do Colégio e Curso Olimpo, Vinícius de Miranda, lembra que a preparação muda dependendo de qual fase dos estudos o candidato está. Se ele já concluiu o ensino médio e cursa o pré-vestibular, o engajamento deve ser maior. No Olimpo, os estudantes recebem uma ficha dividida de domingo a domingo, de 50 em 50 minutos, das 7h às 22h. Nesse quadro, eles colocam todas as atividades extracurriculares e, depois, distribuem as horas de estudo para cada disciplina. ;A orientação padrão é aula dada, aula estudada, ou seja, rever o conteúdo da sala de aula no mesmo tempo, à tarde. Esse é o método mais simples;, explica.

No caso dos alunos do ensino regular, os métodos usados são os mesmos, mas o tempo extra de estudos varia. No primeiro ano do ensino médio, são quatro horas, no segundo, seis horas, até chegar a oito horas, no terceiro ano. ;Esse processo de ensino é muito mais de disciplina e de dedicação por parte do aluno do que da escola. O papel da escola é ajudar na organização;, destaca Vinícius. Quanto ao local de estudos, ele diz que depende de cada aluno, mas que a maioria consegue se concentrar melhor quando está na escola.

Beatriz Teixeira Martins, 20 anos, é aluna do pré-vestibular e, há dois anos, tenta uma vaga de medicina na UnB. Ela segue à risca o método de aula dada, aula estudada. Além disso, sempre que tem uma dúvida recorre aos professores e monitores e todas as sextas e os sábados participa dos simulados aplicados pelo cursinho para o vestibular e para o Enem. A rotina de estudos inclui fins de semana e feriados e termina sempre às 22h. ;Nos feriados, eu não deixo de estudar, para não perder o ritmo. Geralmente, faço uma prova do vestibular, que está mais próximo, faço pesquisas e treino a redação;, detalha.

Equilíbrio
Mesmo os alunos que ainda estão a mais de um ano do fim do ensino médio já se dedicam aos estudos para o Programa de Avaliação Seriada (PAS) da UnB, o vestibular e o Enem. Ana Luiza Balbino, 15, e Luiz Maurício Sydrião, 16, ambos alunos do segundo ano, acreditam que o suporte da escola é fundamental para não deixar o conteúdo acumular. ;No fim de semana, quando tenho tempo livre, faço exercícios da apostila, voltados para o PAS e para o Enem;, conta Ana Luiza. O colega deles Pedro Henrique de Moura Branco, 16, valoriza também o tempo de lazer. ;É importante ter o momento para o descanso, porque, se você só estuda, o cérebro cansa. É preciso conciliar o estudo com a diversão;, diz.

A preocupação de Pedro Henrique é fundamental, segundo o psicólogo Fernando Elias José, especialista em preparação emocional para provas, vestibulares e concursos. ;Acho importante ressaltar que um bom planejamento inicial, já no começo do ano, vai determinar como você vai administrar esses feriados. Se você gerenciar bem e cumprir sua meta de forma coerente, automaticamente, terá mais tempo para descansar nesses dias;, afirma. O importante, de acordo com ele, é ter bom senso e não se desgastar demais logo nos primeiros meses do ano. ;Por mais concorrido que seja, o candidato tem de se dar conta de que precisa ter um equilíbrio;, conclui.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação