Ex-gerente depõe hoje na CPI

Ex-gerente depõe hoje na CPI

postado em 31/03/2015 00:00
Integrantes da CPI da Petrobras ouvem, às 9h30 de hoje, o depoimento do ex-gerente-geral de Engenharia da Refinaria Abreu e Lima (Rnest) Glauco Colepicolo Legatti. Afastado da gerência após denúncias da Operação Lava-Jato de que teria recebido propina, Glauco é o quinto suspeito a ser ouvido desde o início dos trabalhos da comissão. Já prestaram depoimento a ex-presidente da estatal Graça Foster, o ex-diretor Renato Duque e o ex-gerente Pedro Barusco, além do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Um dos delatores da Operação Lava-Jato, o engenheiro Shinko Nakandakari contou à Justiça que pagou propinas a Glauco em 2014, inclusive após a investigação ter sido deflagrada. Em depoimento prestado no início de março, Shinko disse que não havia o receio de a apuração da Polícia Federal chegar à Galvão Engenharia, por isso, as propinas continuaram a ser repassadas.

;Em 2014, no primeiro semestre, a necessidade da empresa era tão grande em aprovar aditivos na Petrobras, principalmente lá na Rnest, que ainda teve a liberação de pagamentos para que eu pudesse pagar a Glauco, que era o gerente-geral da refinaria;, revelou Nakandakari.

Na quinta-feira, devido à semana santa, não haverá sessão. A comissão volta a se encontrar em 7 de abril, com a oitiva do novo diretor de Gás e Energia da Petrobras, Hugo Repsold.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação