Palavra do especialista

Palavra do especialista

postado em 03/04/2015 00:00
 (foto: Arquivo pessoal)
(foto: Arquivo pessoal)

Missões suicidas
;O atentado em Garissa remonta a vários outros ataques cometidos pelo Al-Shabaab ao longo dos últimos 10 meses. Temos visto um aumento na atividade do grupo na fronteira da Somália com o Quênia, a começar com uma ofensiva no pequeno vilarejo de Mpeketoni, no último verão. A ação na Universidade de Moi lembra o estilo de ataque praticado pelo Al-Shabaab contra o Hotel Makkah Al-Mukharam, em Mogadíscio, na semana passada. De três a 10 militantes se explodem usando granadas, carros-bomba ou cinturões-bomba. Tentam capturar o complexo e matam todos os que não são muçulmanos. Depois, cometem suicídio. É altamente provável que o grupo tenha buscado vingar uma operação militar das forças quenianas na Somália. No entanto, os extremistas também pretendem mostrar aos simpatizantes quenianos que podem agir no país.;

Stig Jarle Hansen é especialista norueguês em Somália e autor de Al-Shabab in Somalia: The history and ideology of a militant islamist group (;Al-Shabaab na Somália: a história e a ideologia de um grupo;)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação