O teatro visto do avesso

O teatro visto do avesso

Vinicius Nader
postado em 03/04/2015 00:00
 (foto: Otávio Dantas/CB/D.A Press)
(foto: Otávio Dantas/CB/D.A Press)



Um autor de teatro começa a escrever uma peça, mas morre antes de terminar. A companhia resolve encenar o espetáculo mesmo assim, inacabado. É nesse limite entre o que é ou não real e no jogo do fazer teatro que se apoia 2 Ficções, quinto espetáculo do repertório da cia. Hiato.

O espetáculo aterrissa neste fim de semana para temporada até dia 12 de abril no Teatro da Caixa. O texto de 2 Ficções traz referências a dois clássicos: A gaivota, de Anton Tchékhov, e Reparação, de Ian McEwan.

No entanto, o mote principal é outro. ;Assim como em Ficções, nossa principal condutora são as biografias dos atores. Aqui ela aparece ao mostrarmos o processo de criação da companhia;, afirma Leonardo Moreira, ator, diretor e responsável pela dramaturgia do espetáculo.

Leonardo ressalta que, em 2 Ficções, a troca entre elenco e plateia é bem evidenciada. Isso porque o público é dividido em dois: um assiste ao texto de frente e o outro, o vê dos bastidores.

;É interessante notar que são visões diferentes. Quem está nos bastidores tem acesso a nossas anotações e ao nosso processo criativo. É como se fosse uma visão pelo avesso;, conta.

;2 Ficções é uma peça dentro de outra peça e o
compartilhamento disso com a plateia é radical;

Leonardo Moreira,
Ator e diretor

SERVIÇO

2 Ficções

Espetáculo com a cia. Hiato. Dramaturgia e direção de Leonardo Moreira. Com Aline Filócomo, Fernanda Stefanski, Mariah Amélia Farah, Thiago Amoral, Paula Picarelli e Luciana Paes. Teatro da Caixa (SBS Quadra 4 lotes 3/4; telefone 3206-9448). Até 12 de abril. Sexta e sábado, às 20h; e domingo, às 19h. Ingressos a R$ 20. Não recomendado para menores de 18 anos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação