Juventude em foco

Juventude em foco

Ricardo Daehn
postado em 03/04/2015 00:00
 (foto: Imovision/Divulgação)
(foto: Imovision/Divulgação)



;Ela é esquisita;, define um dos personagens do primeiro filme de Thomas Cailley, enquanto fala da mais inesperada cara-metade do pacato Arnaud (Kévin Aza;s), Madeleine (Ad;le Haenel).

Jovem e introspectivo, Arnaud tem singelo projeto de vida: quer vender cabanas, em esquema pré-molde. Ao lado do irmão, leva uma vida do tipo ;brincar com Lego;. Em suma, ele quer vida, e ela, sobrevida.

Amor à primeira briga, numa mirada rápida, poderia indicar um embate entre sexos, mas o roteiro ; assinado pelo próprio diretor ; é mais esperto.

Inesperadamente, Thomas Cailley recorre ao retrato do fortuito primeiro amor. Os desacertos internos dos protagonistas, a princípio, completos estranhos, serão aparados, numa fase de isolamento, em meio à integração de ambos num regimento da pesada.

A ideia de combate à rotina, de dificuldades do dia a dia e de desamparo dos jovens, está estampada em Amor à primeira briga.


Promessa

Em meio a romances, a personagem

Madeleine tem em Ad;le Haenel uma intérprete privilegiada. Na última edição do prêmio César ; o mais importante do cinema francês ; derrotou as estrelas Marion Cotillard, Catherine Deneuve e Juliette Binoche. Mórbida e camuflando sentimentos, Haenel é encantadora, a seu modo.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação