Dengue é epidemia no país

Dengue é epidemia no país

Ministro Arthur Chioro reconhece que o quadro é grave, com o registro de 745 mil casos da doença e 229 mortes até 18 de abril

postado em 15/05/2015 00:00
 (foto: Betina Carcuchinski/PMPA - 27/2/15)
(foto: Betina Carcuchinski/PMPA - 27/2/15)


O ministro da Saúde, Arthur Chioro, admitiu ontem que o Brasil enfrenta uma epidemia de dengue. Segundo ele, ;tecnicamente;, a situação se enquadra no critério definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com mais de 300 casos para cada 100 mil habitantes. A situação é mais grave nos estados de São Paulo, Goiás e Acre. ;Claro, tecnicamente, estamos vivendo uma epidemia;, disse o ministro.

No início do mês, em evento na Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) com empresas de biotecnologia, Chioro havia negado o quadro de epidemia. Na ocasião, ele disse que o país vivia uma situação de ;elevação; no total de casos e que o crescimento na quantidade de ocorrências era reflexo da crise hídrica e da falta de ações preventivas por parte da população.

A pasta informa que, até 18 de abril, foram registrados 745.957 casos de dengue no país, o que corresponde a 367,8 notificações para cada 100 mil habitantes. A Região Sudeste apresentou o maior número de ocorrências: 489.636 (66,2%); seguida pelo Nordeste, 97.591 casos (11,5%); Centro-Oeste, 85.340 (12,4%); Sul, 46.360 (5,8%); e Norte, 27.030 (4,1%).

Entre o início do ano e 18 de abril, foram confirmados 229 mortes em decorrência da enfermidade. O número representa um aumento de 45% nos óbitos em comparação com o mesmo período de 2014, quando houve 158 fatalidades.

Mais Médicos
Em outro balanço divulgado ontem, o Ministério da Saúde informou que profissionais brasileiros com diploma no exterior preencheram as 387 vagas remanescentes do atual edital do Programa Mais Médicos. Com isso, 100% da demanda dos municípios foi atendida sem a necessidade de convocar profissionais estrangeiros.

Segundo a pasta, a adesão desses profissionais vai garantir assistência a 63 milhões de brasileiros que antes não contavam com médicos em unidades básicas de saúde. Ao todo, serão 18.240 profissionais atuando em 4.058 municípios, cobrindo 72,8% das cidades brasileiras, além de 34 distritos sanitários indígenas.

De acordo com o ministro Arthur Chioro, os médicos brasileiros convocados nesta fase têm formação em países como Argentina, Uruguai, Portugal, Espanha e Rússia. ;Alcançamos 100% das vagas cobertas por médicos brasileiros. Não haverá abertura de vagas para médicos intercambistas individuais estrangeiros e também não chegaremos à fase do intercâmbio com a Organização Pan-Americana de Saúde para trazer médicos cubanos ao Brasil;, disse Chioro.

País registra 16 casos de zika vírus
O Brasil registrou 16 casos de zika vírus ; oito na Bahia e oito no Rio Grande do Norte. A doença, como a dengue, também é transmitida por meio da picada do mosquito Aedes aegypti. A informação foi confirmada ontem pelo Ministério da Saúde. Segundo o ministério, o zika vírus tem evolução benigna, caracterizada por febre baixa, olhos vermelhos sem secreção e sem coceira, dores nas articulações e erupção cutânea com pontos brancos e vermelhos, além de dores musculares, dor de cabeça e dor nas costas. O ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse que o governo brasileiro já trabalhava com a possibilidade de entrada do vírus no país desde a Copa de 2014.


;Tecnicamente, estamos vivendo uma epidemia;
Arthur Chioro, ministro da Saúde



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação