Levy: imposto deve aumentar

Levy: imposto deve aumentar

postado em 15/05/2015 00:00

São Paulo ; O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, avisou ontem que pode haver aumento de impostos caso a mudança nas regras de acesso à aposentadoria, com o possível fim do fator previdenciário, acarretem elevação das despesas do Instituto Nacional da Previdência Social (INSS). Para o ministro, o Senado deve analisar o assunto com cuidado para evitar alta de custos.

;Tem muita gente que diz que a retirada do fator previdenciário vai aumentar as despesas. As pessoas têm que ter muito cuidado quando votarem para não criarem necessidade de mais impostos;, disse Levy, após participar do evento ;Global Summit of Women;, na capital paulista.

Levy, contudo, não quis avaliar o efeito que a flexibilização do fator, aprovada na quarta-feira pela Câmara dos Deputados, terá sobre o ajuste fiscal. ;A gente não deve se pronunciar antes de o Senado também fazer a avaliação dele;, observou. ;A mudança poder ter impacto, com necessidades de aumentar impostos, dependendo do que venha a ser decidido. Mas, por enquanto, o tema tem que ser muito bem analisado pelo Senado. Não adianta falar antes disso.;

O ministro lembrou que, no fim de abril, a presidente Dilma Rousseff criou uma comissão, integrada por lideranças sindicais, para discutir, entre outros pontos, o acesso à aposentadoria, e não escondeu que, se depender dele, o fator previdenciário, que procura induzir as pessoas a adiar o momento de passar para a inatividade, deveria ser mantido. ;É uma das coisas que tem funcionado muito bem no Brasil;, afirmou.

Equilíbrio

Levy voltou a defender a importância das medidas de ajuste fiscal propostas pelo governo, como meio de recuperar a confiança dos investidores e retomar o crescimento da economia. ;O resultado do ajuste será tão mais rápido quanto mais cedo a gente complete a votação das medidas;, disse. ;É preciso que as contas públicas tenham equilíbrio para dar garantia de que vale a pena investir no Brasil.;

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação