O pacto com Teerã

O pacto com Teerã

postado em 15/05/2015 00:00
Conheça os principais itens do texto que está sendo finalizado nas negociações de Lausanne

Urânio enriquecido
O Irã terá de reduzir os estoques em 98%, no prazo de 15 anos, e seguirá com as atividades de enriquecimento suspensas até acordo posterior. Futuramente, poderá processar urânio apenas na usina de Natanz. O processo, que produz combustível para reatores, é o mesmo que resulta em material físsil para uso militar.

Centrífugas
Das 19 mil centrífugas de enriquecimento de que dispõe , o país poderá conservar apenas 6 mil.

Água pesada
O reator de água pesada de Arak, cuja operação teria como subproduto o plutônio, também de possível uso militar, deverá ser redesenhado para outra finalidade.

Pesquisas
As atividades nucleares de fins científicos serão mantidas segundo uma agenda mutualmente acordada.

Inspeções
As instalações iranianas serão submetidas a rigorosas inspeções conduzidas pela Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação