Supervárzea

Supervárzea

postado em 15/05/2015 00:00
 (foto: Alejandro Pagni/AFP)
(foto: Alejandro Pagni/AFP)

A Libertadores deu ontem mais uma prova de que o torneio organizado pela Conmebol é uma várzea. A falta de segurança foi mais uma vez exposta ao mundo na volta do River Plate ao gramado para o segundo tempo do Superclássico contra o Boca Juniors, no Estádio La Bombonera, pelas oitavas de final. Reserva, o atacante Cavenaghi, ex-Inter, teria sido atingido por gás de pimenta lançado por torcedores do Boca na porta do túnel de acesso ao campo. Como se não bastasse a agressão, um drone apareceu voando e fazendo uma provocação ao River, com um fantasma da Série B. Um jogador tentou derrubá-lo com uma bola. A partida ficou parada por mais de uma hora, até que o árbitro Darío Herrera suspendeu o jogo. O duelo apontaria o rival do Cruzeiro nas quartas. Na ida, o River Plate venceu por 1 x 0, no Monumental de Núñez. Ontem, estava 0 x 0. A Conmebol tem um problema: a tabela prevê o início das quartas para a próxima semana.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação