Só boas notícias

Só boas notícias

Após a classificação às quartas de final, obtida sobre o São Paulo, Cruzeiro comemora o retorno de Alisson aos treinos. Recuperado de lesão, ele estava parado desde 21 de janeiro. Racing bate Wanderers e também avança

postado em 15/05/2015 00:00
 (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)

As comemorações no Cruzeiro não se limitaram ao pós-jogo contra o São Paulo, pela Copa Libertadores. No treino de ontem, na Toca da Raposa II, a Raposa teve mais um motivo para festejar: o meia-atacante Alisson apareceu pela primeira vez no campo desde que se contundiu.


Depois de se lesionar no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Mineiro contra o Atlético, Alisson começou os trabalhos de fisioterapia. Ele ainda não está liberado pelo Departamento Médico, mas pode ser uma opção para a sequência da competição continental.


Essa é a segunda lesão muscular de Alisson na coxa esquerda nesta temporada. A primeira ocorreu em 21 de janeiro, durante um treino na Toca. O jogador ficou afastado por três meses. No segundo semestre de 2014, ele havia se lesionado duas vezes no mesmo local.


Ontem, o lateral Ceará também fez trabalhos à parte em um dos campos da Toca. Marcos Vinícius, Fabiano e Dedé continuam aos cuidados do DM.

Racing classificado
Sem confusão, o Racing garantiu a classificação para as quartas de final da Copa Libertadores ao derrotar por 2 x 1 o Wanderers, do Uruguai, ontem, no ;Cilindro; de Avellaneda. Assim, a equipe disputará uma vaga na semifinal com o Guaraní, que eliminou o Corinthians nas oitavas.


O primeiro jogo, disputado na semana passada, em Montevidéu, terminou empatado em 1 x 1. O atual campeão argentino já enfrentou o Guaraní na fase de grupos. Na ocasião, goleou o clube paraguaio em casa por 4 x 1, na segunda rodada, mas levou o troco ao perder por 2 x 0 em Assunção, quando já tinha a classificação encaminhada.


O Racing abriu o marcador aos 15 minutos. Após cruzamento de Diego Milito ; destaque da ;tríplice coroa; conquistada pela Inter de Milão de José Mourinho em 2010, Camacho fez 1 x 0.
O segundo saiu aos 39, numa jogada individual de Gustavo Bou, artilheiro da competição, com oito gols. O atacante de 25 anos invadiu a área pela esquerda e se livrou de três marcadores para fuzilar o goleiro Alfredo Arias.


O time uruguaio deu outro susto na torcida a um minuto do fim, quando Maximiliano Olivera descontou em cobrança de falta. O Wanderers precisava de mais um gol para se classificar, mas não deu tempo.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação