Uma hermana a mais

Uma hermana a mais

Rebeca Oliveira
postado em 15/05/2015 00:00
 (foto: Copacabana Filmes/Divulgação
)
(foto: Copacabana Filmes/Divulgação )


Num corredor nos bastidores do festival Abril Pro Rock, Rodrigo Amarante e Marcelo Camelo demonstram certo nervosismo. ;É agora?;, pergunta Camelo. ;É agora;, responde o colega de banda. Minutos depois, entram no palco e cantam para 15 mil fãs fervorosos.

Como de praxe, o público os acompanha do início ao fim de cada canção. Num instante, a apresentação ganha ares de celebração religiosa.

É desse equilíbrio entre registros por trás dos palcos e o frenesi dos fãs em cinco capitais (na qual se inclui Brasília) que mora o êxito de Los Hermanos ; Esse é só o começo do fim da nossa vida, de Maria Ribeiro.

Nos intervalos entre um show e outro, no estilo roadie movie, há espaço para confissões, novas composições, partidas de videogame e momentos de intimidade.

Maria apresenta um olhar afetuoso e discreto do adeus aos palcos da banda. Como se fosse mais uma hermana, tem olhar delicado e se faz invisível nas gravações, calcada no cinema direto.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação