DF desenvolve programa

DF desenvolve programa

postado em 18/05/2015 00:00

Em 2012, foi iniciado no Distrito Federal um programa para orientar professores da rede pública a usarem a voz e detectar disfunções. A iniciativa é coordenada pelo otorrinolaringologista Ronaldo Granjeiro, da Secretaria de Saúde do DF. Ele atua com 14 fonoaudiólogos. ;A gente vai nas escolas, faz uma orientação de higiene vocal, identifica os professores que têm problema vocal, eles encaminham para mim, eu avalio esses professores e, dependendo do resultado achado nos exames, esses professores são encaminhados para tratamento clínico ou medicamentoso, ou tratamento cirúrgico, caso requeira;, explica Granjeiro.

De acordo com ele, dos professores que se afastam do trabalho por disfonia, 20% saem definitivamente da sala de aula e a média de tempo de afastamento por problemas vocais é de seis meses. A secretaria realiza um levantamento para comparar o número de professores afastados da função antes e depois do programa, mas ainda não há dados finais. Como o atendimento é feito por regional, a estimativa é que o programa tenha atendido entre 30% e 40% dos 15 mil professores do DF até o momento. (MF)


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação