FGTS muda empréstimo

FGTS muda empréstimo

postado em 27/05/2015 00:00

O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ampliou ontem o orçamento do Programa Pró-cotista, que financia casa própria para trabalhadores com renda mais alta, em R$ 4,9 bilhões este ano, mas reduziu o teto do valor do imóvel de R$ 750 mil para R$ 400 mil. A modalidade não prevê limite de renda e tem taxa de juros de 7,66% ao ano, mais Taxa Referencial (TR).

Com a medida, o conselho, que é composto por 24 integrantes, dos quais 12 indicado pelo governo e os demais por centrais sindicais e associações patronais, tem como objetivo aumentar os recursos disponíveis para atender à demanda por crédito, diante das perdas da poupança, fonte de financiamentos imobiliários.

O conselho também autorizou a transferência de R$ 10 bilhões do Fundo de Investimento ; FGTS (FI-FGTS) para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O valor deverá ser captado por meio de títulos do FI-FGTS e farão parte de um novo fundo de cotas que será criado para financiar infraestrutura. Aos trabalhadores será permitido investir 30% do saldo do FGTS nesses papéis.

O FI-FGTS é um fundo de investimento que usa parte do saldos de todas as contas do FGTS para investir em infraestrutura, por meio de financiamentos ou participação societária. Nesse fundo, o trabalhador não pode investir diretamente.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação