Aposta ESTRANGEIRA...

Aposta ESTRANGEIRA...

Quase dois meses após a saída de Muricy Ramalho, São Paulo anuncia o novo treinador: o colombiano Juan Carlos Osorio, eliminado do campeonato nacional e da Libertadores com o Atlético Nacional-COL

postado em 27/05/2015 00:00
 (foto: Raul Arboleda/AFP-1/10/14)
(foto: Raul Arboleda/AFP-1/10/14)





Após 10 partidas sob o comando de Milton Cruz, o São Paulo finalmente ganhou um novo treinador. Trata-se do colombiano Juan Carlos Osorio, de 53 anos. O comandante, que firmou vínculo por duas temporadas, foi contratado ao Atlético Nacional-COL, pelo qual já mediu forças contra o tricolor. Em 2014, a equipe de Medellín acabou sendo responsável por eliminar os paulistas da Copa Sul-Americana, durante a fase semifinal.

Preferido pela diretoria são-paulina, Osorio teve a negociação acelerada após ser eliminado do Campeonato Colombiano pelo Deportivo Cali, no sábado, pelas quartas de final. O vínculo dele com o Atlético Nacional, clube que dirige desde 2012, teria duração até 2017, segundo a diretoria alviverde.

O colombiano, em sua primeira aventura no Brasil, chega para suprir a lacuna deixada por Muricy Ramalho. Desde a demissão do tricampeão nacional pelo São Paulo, a direção tricolor ficou a cargo do auxiliar Milton Cruz. Ele deixa o cargo com bons números ; e os elogios dos jogadores. O interino conseguiu sete vitórias em 10 confrontos. Entretanto, um dos revezes culminou na eliminação são-paulina da Copa Libertadores, nos pênaltis, diante do Cruzeiro, em Belo Horizonte.

Juan Carlos Osorio será o 13; estrangeiro a treinar o São Paulo. Antes dele, já estiveram à frente da equipe quatro uruguaios, três argentinos, três húngaros, um português e um chileno.

O chileno foi justamente o último. Em 2003, então preparador de goleiros, Roberto Rojas assumiu o comando interino e permaneceu por oito meses, período em que levou o time à terceira posição no Brasileirão e garantiu a classificação para a Libertadores, o que o clube não conseguia havia uma década. Saiu após a chegada de Cuca.

Nas duas décadas anteriores, outros dois ex-jogadores são-paulinos tiveram experiências no cargo: entre 1997 e o início de 1998, o uruguaio Darío Pereyra, que chegou ao vice paulista; e sete anos antes, em 1990, Pablo Forlán, que trabalhou por cinco meses antes de dar lugar a Telê Santana.

Foi o argentino José Poy, porém, o último vencedor. Com diversas passagens pelo clube, inclusive como atleta, ele conquistou o título paulista de 1975 à beira do campo. Desde então, nenhum outro estrangeiro conseguiu completar uma temporada como treinador do São Paulo, desafio que Osorio assume agora.

Comandantes importados
Relembre os outros técnicos estrangeiros do São Paulo


Treinador Temporada
Eugenio Medgyessy (Hungria) 1932 a 1933
Ignác Amsel (Hungria) 1939
Ramón Platero (Uruguai) 1940
Conrado Ross (Uruguai) 1942 a 1943
Jorge Gomes de Lima (Portugal) 1943 a 1947
Alejandro Galan (Argentina) 1953 a 1954 e 1965
Béla Guttmann (Hungria) 1957 a 1958
Armando Renganeschi (Argentina) 1958 a 1959
Jose Poy (Argentina) 1964 e 1983
Pablo Forlán Lamarque (Uruguai) 1990
Darío Pereyra (Uruguai) 1997 a 1998
Roberto Rojas (Chile) 2003

6
Quantidade de títulos conquistados por Osorio em três anos no Atlético Nacional: Copa da Colômbia-2012, Superliga da Colômbia-2012, Torneio Apertura-2013, Torneio Finalizacion-2013, Copa da Colômbia-2013 e Torneio Apertura-2014


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação