Rainha dos raios

Rainha dos raios

Irlam Rocha Lima
postado em 10/06/2015 00:00
 (foto: Marcelo Gandra/Agecom
)
(foto: Marcelo Gandra/Agecom )


Ao completar 50 anos de carreira, Maria Bethânia vai ser a grande homenageada da 26; edição do Prêmio da Música Brasileira, que ocorre hoje, a partir das 21h, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Faz parte da programação a entrega de troféus aos vencedores em 16 categorias e um show, com roteiro de Zélia Duncan, direção geral de José Maurício Machline ; idealizador do evento ; e apresentação do ator Alexandre Nero e da atriz Dira Paes.

Os premiados sairão de 106 nomes selecionados a partir dos 977 CDs e 101 DVDs inscritos. Nesta edição, Mônica Salmaso desponta como a recordista de indicações: quatro, nas categorias melhor cantora e melhor disco de MPB, com o álbum Corpo de baile; e, ainda, melhor arranjador (Luca Reale) e melhor canção (Sedutora, de Guinga e Paulo César Pinheiro), do mesmo projeto.

Hamilton de Holanda está entre os vice-líderes, com três indicações, ao lado de Gilberto Gil, Ney Matogroso, Fernanda Takai e o grupo As Ganhadeiras de Itapuã. O bandolinista brasiliense concorre na categoria instrumental (CD Hamilton de Holanda Trio) Aos troféus de melhor instrumentista, melhor grupo melhor álbum. O violonista e guitarrista Lula Galvão (categoria instrumental) e a dupla Zé Mulato e Cassiano (categoria regional) são outros representantes de Brasília no Prêmio.

;Rainha do timbre e dos raios. Ela é recôncavo aconchegante, no formato do nosso próprio coração. A anotomia de seu canto é mais ou menos assim: notas e gestos graves, uterinos, únicos, que ressoam no peito e nas mão. Parece terra, parece rio, parece cada um de nós nascendo, misturados ali, naquela inquietação de beleza, que é finalmente o seu canto;. Esse é o texto de Zélia Duncan sobre Bethânia que Fernanda Montenegro vai ler na abertura da cerimônia.

Quem abre o repertório do espetáculo (para convidados) é a própria homenageada interpretando O Quereres (Caetano Veloso), Explode coração (Gonzaguinha) e Fera ferida (Roberto e Erasmo Carlos). Caetano canta a autoral É de manhã, a primeira música gravada pela irmã. Pelo palco vão passar, também, nomes destacados da MPB como Nana Caymmy, Alcione, Adriana Calanhoto, Mariene de Castro, Dori Caymmi, Arnaldo Antunes, Chico César, Lenine, Antônio Nóbrega, o compositor baiano Roque Ferreira e as atrizes Renata Sorrah e Elisa Lucinda ; todos reverenciando a grande diva da música popular brasileira.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação