Esplanada sem cortes

Esplanada sem cortes

postado em 14/06/2015 00:00

O exemplo de austeridade está em falta no Senado Federal e no Tribunal de Contas da União (TCU). Os dois órgãos aumentaram suas despesas gerais acima da inflação nos primeiros meses deste ano. Segundo os dados do Siafi, o TCU aumentou as despesas em 10% no início de 2015. Em comparação com o mesmo período no ano passado, o tribunal aumentou em R$ 50,5 milhões seus gastos, passando de R$ 511,9 milhões para R$ 562,4 milhões.

Em nota, o TCU apresenta como razões para o aumento o reajuste para os servidores aprovado pelo Ministério do Planejamento e a posse de 76 servidores depois de 30 de abril de 2014, ;que elevam o custo mensal da despesa de pessoal do TCU em cerca de R$ 1,4 milhão;.

Já o Senado, que, no primeiro quadrimestre de 2014, gastou R$1,103 bilhão, desembolsou neste ano R$ 1,215 bilhão, aumento de 10,2%. Entre os gastos curiosos da Casa estão R$ 9,6 mil para a compra de oito máquinas de lavar roupas.

Câmara

A Câmara dos Deputados e o Supremo Tribunal Federal (STF) também aumentaram os gastos, embora a alta tenha ficado abaixo da inflação no período. Os dois órgãos, em alguns casos, também usaram o dinheiro público de forma curiosa. Segundo levantamento da ONG Contas Abertas, o Supremo desembolsou este ano R$ 35,2 mil para a empresa Idelcar ; Centro de Embelezamento Automotivo, para atender aos 11 ministros. O tribunal empenhou, ainda, R$ 54,9 mil na compra de 52 televisores, sendo R$ 34,5 mil para 20 aparelhos de 42 polegadas da marca Phillips, e o restante, R$ 20,4 mil, para a compra de 32 monitores de 22 polegadas da marca OAC.

Já a Câmara registrou como despesa um montante de R$ 21,6 mil para a compra de oito celulares do tipo Iphone S4, e outros R$ 19,9 mil para mais 48 unidades de telefones celulares. Segundo a assessoria da Casa, ;os aparelhos foram licitados na forma de registro de preço. O que não implica obrigatoriedade de aquisição de todos os produtos contratados, ou seja, a instituição adquire conforme a necessidade de substituição;.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação