Marcas & Negócios

Marcas & Negócios

postado em 14/06/2015 00:00
 (foto: Divulgação / MGarzon)
(foto: Divulgação / MGarzon)



MERCADO IMOBILIÁRIO
Recomeço em busca do sucesso
Depois de vender parte da empresa para o grupo nacional Brasil Brokers, Fabricio Garzon, 42 anos, recompra a participação societária e volta a responder pelo empreendimento. ;Na ocasião, em 2011, fizemos um grande negócio. Apesar disso, o mercado de Brasília e do Centro-Oeste começou a baixar o volume de vendas. Agora, concluímos que o momento é propício para um ajuste de operações, então fechamos a compra e estamos muito otimistas;, comemora o diretor-presidente da MGarzon. O empresário reitera ainda que o recomeço tem ocorrido de maneira acertada e cordial. ;Aprendemos muito com a Brasil Brokers, especialmente na gestão corporativa deles, que é de excelência;, completa.

Há menos de um mês, a nova marca da empresa foi apresentada a parceiros, colaboradores e funcionários. Gradativamente, as novas características da atual fase da MGarzon também começam a ser demonstradas para o mercado brasiliense. Para Fabricio, o mercado de Brasília é ideal para novos negócios, principalmente em razão da juventude da capital. ;A cidade é nova e tem amplo espaço para que seja construído um futuro positivo;, opina. Em plena expansão, o negócio pretende também ampliar a equipe de trabalho com a rápida contratação de 100 novos corretores de imóveis. Como diferencial, a nova fase da empresa oferece um serviço imobiliário de qualidade, com foco na segurança de todos os envolvidos nas negociações.

No mercado desde 1998, a MGarzon atua em todo o Distrito Federal e tem uma filial em Goiânia. A empresa sempre foi conhecida pela inovação, que se faz presente por meio da busca por tendências imobiliárias, tanto no Brasil quanto no exterior. Com tecnologia e criatividade, o empreendimento se utiliza de modernas técnicas de preparação das equipes para atrair e fidelizar os clientes. ;Oferecemos cursos e constantes treinamentos a todos os corretores associados. Fora isso, nosso objetivo central está na satisfação do público;, conta o diretor presidente. Considerando que a satisfação do público é fator indispensável para o sucesso de qualquer negócio, a empresa se mostra atenta à necessidade de um atendimento personalizado, buscando sempre corretores que possam estabelecer um relacionamento pessoal com os clientes.

Engajamento

Para uma gestão consciente, é importante que o gestor se envolva com todas as etapas de produção do empreendimento, desde a criação até a finalização das ações. Nesse contexto, Fabricio considera que, apesar da rotina de cada empreendedor, é fundamental haver uma atenção especial para cada setor. ;Busco estar envolvido com todas as áreas da empresa. A rotina é corrida, uma vez que atendemos clientes, parceiros, incorporadoras e construtoras. Apesar disso, procuro contribuir positivamente com todas as áreas;, conclui.


GENTE
Sidney Bezerra, sócio fundador da Escola Concretta
Equilíbrio na gestão de conflitos
Para Sidney Bezerra, 48 anos, sócio fundador da franqueadora Escola Concretta, uma gestão equilibrada é fundamental para o bom funcionamento de qualquer negócio. ;Quando você age de maneira equilibrada, consegue usar o bom senso na resolução dos conflitos vividos no dia a dia da empresa;, pontua. No mercado há três anos, a Escola Concretta surgiu impulsionada pela ideia de suprir a carência de profissionais qualificados, no ramo da construção civil. Como diferencial, a franqueadora aposta nas aulas práticas, de modo a trazer para a sala de aula uma realidade bem próxima à vivida nos canteiros de obra. ;Aproveitamos nossa experiência de 12 anos no mercado da educação profissionalizante e decidimos montar a franqueadora, dando bastante ênfase à prática. O objetivo é fazer com que o aluno se prepare para o mercado de trabalho da melhor forma, indo além das aulas teóricas;, detalha Sidney.

Como é sua rotina de trabalho?
Trabalho pelo menos 10 horas por dia, de segunda a sexta-feira, e, aos sábados, costumo trabalhar até o meio-dia. Tenho reuniões semanais com os departamentos da empresa para definir estratégias de crescimento e as rotinas de cada um.

Como você equilibra a vida profissional e a pessoal?
Não é fácil conciliar, mas, apesar da rotina intensa de trabalho, procuro sempre dar atenção à minha família. Após o expediente, acompanho as tarefas escolares dos meus filhos para dar uma atenção especial à educação deles. Nos fins de semana, durante o dia, vamos ao cinema ou jogamos futebol juntos. À noite, busco sair para jantar com minha esposa, para curtir a gastronomia que Brasília oferece.

Quais são seus hobbies?
Faço atividades físicas pelo menos três vezes na semana. Quando estou mais tranquilo, eu me dedico à leitura.

Como é seu processo criativo?
Eu me inspiro bastante nas viagens que faço. Sempre procuro observar o que há de novidade no mercado, tanto na questão de serviços, quanto de produtos. As novidades me inspiram a adaptar tais serviços ou produtos para a realidade da minha empresa, sempre trazendo inovação.

Qual é seu perfil de gestor?
Sou um gestor detalhista. Acho que os detalhes fazem toda a diferença no mundo empresarial e no dia a dia dos negócios. Procuro delegar as tarefas, mas nunca a responsabilidade por elas. Converso com os colaboradores e procuro entendê-los. Para um empreendedor, acho que a maior virtude é ter equilíbrio para lidar com os momentos de tensão vividos diariamente e com a tomada de decisões.

Qual foi a qualidade que mais o ajudou na vida profissional?
Costumo dizer que são três qualidades: determinação, foco e persistência. Sem elas, eu não teria conquistado tudo o que conquistei até hoje. Sucesso tem a ver com essas qualidades, somadas à preparação. Devemos sempre estar atentos e preparados para os desafios que possam surgir.

Quais são as maiores conquistas da carreira e os projetos futuros?
Minha primeira maior conquista foi no último mês do curso de engenharia elétrica na UnB, quando fui selecionado para fazer parte do quadro de trainees de uma empresa americana. A partir daí, morei 10 anos nos Estados Unidos. Minha segunda maior conquista foi quando resolvi me tornar empreendedor e abrir meu primeiro negócio no Brasil. F

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação