Da editora

Da editora

postado em 14/06/2015 00:00
Por muito tempo, a moda foi considerada algo fútil, superficial mesmo. Boa parte da fama deve-se à aura que rodeia o assunto e é até justificável. Mas o fato que essa é uma indústria tão poderosa que tratou de colocar o tema no devido lugar. Moda é superimportante para a pessoa, o país, o mundo. Ponto final. Atrelado a ela, no entanto, está a noção de consumo e de exacerbação dele, o consumismo. Nos tempos de hoje, reciclar é preciso. Logo, os brechós e a troca de usados ganham força inimaginável. São um forte mercado paralelo. Leia reportagem de Renata Rusky nas páginas 22 a 27.

Bom domingo e boa leitura!

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação