Riscos na chuva

Riscos na chuva

postado em 20/06/2015 00:00

Segundo o Ministério da Saúde, a leptospirose é uma doença endêmica (constante), tornando-se epidêmica (aumento repentino de casos em vários locais) em períodos chuvosos, principalmente nas capitais e nas áreas metropolitanas, devido às enchentes associadas, à aglomeração populacional, às condições inadequadas de saneamento e à alta infestação de roedores. A maior parte dos casos acontece entre pessoas que moram ou trabalham em locais com infraestrutura sanitária inadequada e expostas à urina de animais como roedores. A doença apresenta uma letalidade média de 9% no Brasil.


Nos meios urbanos, o maior agente transmissor são os ratos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil, há cinco roedores para cada habitante. O índice é considerado alto. Na tentativa de controlar a doença, desde 2008, o Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) e o Ministério da Saúde atuam como centros colaboradores da OMS para leptospirose. O projeto interinstitucional realiza frequentes reuniões para estabelecer metas e monitorar casos de aumento da doença no Brasil. A mais recente ação da parceria ocorreu no Rio Grande do Sul, para realizar o estudo e o controle da população de roedores no Estado.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação