E o choro salvou Pedro

E o choro salvou Pedro

O recém-nascido foi deixado em uma caixa de papelão, perto de um condomínio em Santa Maria. A criança está internada no Hospital Regional do Gama, onde passa bem. Polícia tenta identificar o responsável pelo crime

» RAFAEL CAMPOS
postado em 30/06/2015 00:00
 (foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)

Pedro Vicente nasceu com 2,170kg e 42cm. Ainda não se sabe a hora nem as circunstâncias do parto, pois ele foi encontrado na esquina da Quadra 302 do Condomínio Total Ville, em Santa Maria, na tarde de ontem. Leila Alves Souza Santos, 41 anos, zeladora do prédio, foi a primeira a ver o recém-nascido. Ela voltava do almoço com uma colega, quando ouviu um barulho que vinha dos contêineres de lixo localizados na área externa da quadra.

;Achamos que era um filhote de gato ou cachorro, porque só ouvíamos os gemidos. Quando fomos procurar, vimos uma caixa de papelão e a criança lá dentro. Foi um desespero muito grande, saí correndo com a mão no coração pedindo ajuda;, lembra. Com o rosto muito roxo, o bebê ainda estava com o cordão umbilical. Segundo Leila, o Corpo de Bombeiros chegou ao local cerca de 20 minutos depois e o levou para o Hospital Regional do Gama, onde ele ganhou o nome Pedro Vicente. A ocorrência foi registrada na 33; Delegacia de Polícia (Santa Maria).

Segundo a assessoria de Comunicação da unidade de saúde, Pedro Vicente foi encontrado menos de 24 horas após o parto e estava roxo por ter nascido com o cordão enrolado no pescoço. Isso deve ter provocado dificuldades na respiração. Por esse motivo, ele é mantido em uma incubadora neonatal, mas o estado de saúde é estável. Foram realizadas radiografias para verificar riscos de pneumonia, além de um hemograma para analisar qualquer infecção no sangue. Os resultados serão divulgados hoje. A Vara da Infância e da Juventude foi acionada para determinar o destino da criança.

O caso ainda não foi analisado, mas, em geral, quando nenhum parente é encontrado, a criança é encaminhada para uma instituição de acolhimento. Mesmo que familiares sejam localizados, a Justiça precisa fazer uma análise da situação para saber se o bebê tem condições de ser criado naquele ambiente. Caso seja identificado, o responsável deverá responder pelo crime de abandono de incapaz, com pena que varia entre 6 meses e 3 anos de prisão.

Doações
A estudante Lorena Souza, 20 anos, mora no prédio e registrou o momento em que o menino foi encontrado. Ela fez um vídeo da criança tranquila, mexendo a mão. ;Ele estava muito roxo e gemendo muito. Como o lixo é lá fora, não há como saber se foi algum morador ou uma pessoa que passou pela rua;, contou.

A subsíndica da quadra, Patrícia Baptista, afirma que os condôminos estão mobilizados para conseguir doações para Pedro Vicente. ;Queremos a ajuda de todos. Quem quiser doar, basta deixar os itens aqui na portaria do prédio;, conta. A zeladora Leila se emociona ao lembrar a situação. ;Eu tenho dois filhos. Entrei em pânico quando vi aquele bebê sozinho. Chorei forte, como nunca havia chorado;, admitiu.


Memória

2014

16 de setembro ; Duas crianças foram abandonadas em Luziânia (GO). Um garoto de 3 anos e o irmão, de 6 meses, foram deixados às margens de um matagal, no Parque Mingone 2. Ao lado do carrinho do mais novo, foram encontrados cachimbos de crack.

1; de setembro ; Um recém-nascido abandonado na Rodoviária do Plano Piloto foi encontrado envolvido em uma manta verde, em cima de um banco de praça. O bebê havia nascido em um hospital particular do Entorno, e a mãe alegou que pretendia entregar a criança para adoção.

8 de agosto ; Uma jovem de 23 anos abandonou o filho em uma casa próxima de onde trabalhava, no Lago Norte. Ela deu à luz no local de trabalho e foi filmada por uma câmera de segurança, que registrou a passagem dela com uma caixa, na qual estava o bebê.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação