Aécio: "A presidente não está bem"

Aécio: "A presidente não está bem"

postado em 30/06/2015 00:00
 (foto: Marcos Oliveira/Agência Senado - 5/11/14)
(foto: Marcos Oliveira/Agência Senado - 5/11/14)


O senador Aécio Neves (PSDB-MG) rebateu as declarações que a presidente Dilma Rousseff fez nos Estados Unidos. Em nota, o senador e presidente do PSDB disse que ;é preciso que alguém lhe informe rapidamente que o objeto das investigações da Polícia Federal, do MPF e da Justiça não são doações legais feitas de forma oficial por várias empresas a várias candidaturas, inclusive a minha (...), mas as denúncias feitas em delação premiada por Ricardo Pessoa, que registram que o tesoureiro da sua campanha e atual ministro de Estado Edinho Silva teria, de forma ;elegante;, vinculado a continuidade de seus contratos na Petrobras à efetivação de doações à campanha presidencial da candidata do PT;.

Em nota, Aécio lembra a ;afirmação feita pelo mesmo delator de que o tesoureiro do seu partido (PT), o senhor João Vacari, hoje preso, sempre o procurava quando assinava um novo contrato para cobrar o que chamou de ;pixuleco;.

O tucano disse ainda que ;a presidente chega ao acinte de comparar uma delação feita dentro das regras de um sistema democrático para denunciar criminosos que assaltaram os cofres públicos com a pressão que ela sofreu na ditadura para delatar seus companheiros de luta pela democracia;.

Para o senador, ;a presidente, realmente, não está bem;. ;Não será com a velha tentativa de comparar o incomparável que a senhora presidente vai minimizar sua responsabilidade em relação a tudo o que tem vindo à tona na Operação Lava-Jato. O fato concreto é que, talvez nunca na história do Brasil, um presidente da República tenha feito uma visita oficial a outro país numa condição de tamanha fragilidade. E afirmações como essas em nada melhoram sua situação;, afirmou o parlamentar tucano.

;A presidente chega ao acinte de comparar uma delação feita dentro das regras de um sistema democrático para denunciar criminosos que assaltaram os cofres públicos com a pressão que ela sofreu na ditadura para delatar seus companheiros;
Aécio Neves (PSDB-MG), senador



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação