Avião militar cai e mata mais de 100

Avião militar cai e mata mais de 100

postado em 01/07/2015 00:00
 (foto: ATAR/AFP)
(foto: ATAR/AFP)


Um avião militar caiu ontem sobre uma área residencial na cidade de Medan, no norte da ilha de Sumatra, na Indonésia, minutos depois da decolagem. No fim da noite, o balanço era de ao menos 116 mortos, mas equipes de resgate alertavam que o número de vítimas poderia aumentar. A maioria dos passageiros era de familiares de militares. A aeronave tinha partido de uma base do Exército, às 12h08 (2h08 em Brasília) e caiu a cerca de 5km, segundo informações oficiais. O voo tinha como destino final as ilhas Natuna e também transportava equipamentos militares.

;Não, não. Sem sobreviventes. Eu acabei de voltar do local;, anunciou o porta-voz militar, Fuad Basya. O comandante da Aeronáutica, Agus Supriatna, confirmou que estavam a bordo 101 passageiros e 12 tripulantes. O avião, um Hercules C-130, teria batido contra um hotel e duas casas antes de pegar fogo, formando uma grande bola de chamas e fumaça. Moradores do local, uma área residencial construída recentemente, ficaram chocados e correram para a rua. Assustados e curiosos, eles se aglomeraram em volta dos escombros, dificultando a passagem das equipes de socorro.



Uma ampla operação foi imediatamente montada para atender aos feridos e retirar corpos. Segundo informações dos socorristas, ao menos 66 cadáveres foram resgatados nas primeiras horas após a tragédia. ;Estavam entre os destroços do avião e nos edifícios. Nós os levamos um por um ao hospital Adam Malik;, contou chefe de polícia de Medan, Mardiaz Dwihananto, à agência de notícias France Presse. Um morador, identificado pela agência como Januar, disse ter testemunhado o acidente. ;O avião tinha saído do aeroporto e já estava inclinado. Depois, vi a fumaça que soltava;, relatou.

O Hércules C-130 acidentado foi construído em 1964 e estava ;em ótimo estado;, segundo o comandante da Aeronáutica. Embora considerassem prematuro falar sobre causas para a tragédia, autoridades falavam de um possível problema no motor. ;O piloto pediu para voltar à base, o que significa que tinha uma avaria;, declarou Supriatna. ;O avião caiu quando virava à direita para retornar ao aeroporto.;

Segurança

Essa foi a segunda tragédia aérea em uma década em Medan, e a décima envolvendo aviões militares ou policiais na Indonésia, no mesmo período. Em setembro de 2005, um Boeing 737 da companhia Mandala Airlines caiu pouco depois de decolar do aeroporto Polonia, em Medan. O acidente provocou 143 mortes, 30 delas no solo, em um populoso bairro residencial. Em abril deste ano, um caça F-16 pegou fogo, também durante a decolagem, na base militar de Jacarta. O piloto sobreviveu após ejetar-se. Meses antes, em março, dois aviões da equipe de acrobacia da Força Aérea colidiram durante um treino.

A falta de segurança aérea tornou-se preocupante na Indonésia, que tem um esquadrilha militar e comercial considerada defasada. Em dezembro de 2014, o voo QZ8501 da AirAsia, que tinha Cingapura como destino final, apresentou um problema técnico enquanto sobrevoava o Mar de Java, pouco depois de decolar. A aeronave caiu, provocando a morte das 162 pessoas a bordo.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação