No basquete, Seleção encara EUA em busca da liderança

No basquete, Seleção encara EUA em busca da liderança

postado em 23/07/2015 00:00
Contando com o apoio de uma jovem e entusiasmada torcida, a Seleção Brasileira masculina de basquete ganhou mais uma nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. O time venceu ontem a Venezuela por 79 x 64 e chegou à segunda vitória em duas partidas. Hoje, às 22h (horário de Brasília), o Brasil vai encarar os Estados Unidos buscando a liderança do grupo.

;Vai ser um jogo muito duro. Atuar contra os Estados Unidos sempre é um grande desafio, mas nós gostamos desse tipo de desafio e nos preparamos para ele;, afirmou o técnico da Seleção, Rubén Magnano.

Com duas vitórias nas duas primeiras partidas ; diferença de 33 pontos sobre Porto Rico e de 15 sobre a Venezuela ;, o Brasil começa a despontar como um dos favoritos ao ouro. A situação é bem diferente daquela de quatro anos atrás, quando o time caiu ainda na primeira fase no Pan de Guadalajara. ;Quando você trabalha, há possibilidades de ter os objetivos ao alcance. É um pouquinho do que está acontecendo agora. Só jogamos duas partidas, mas acho que estamos bem. Estamos muito focados;, disse o treinador.

;Eu me sinto orgulhoso que vejam o Brasil como a equipe a ser batida. Acho interessante porque isso fala do que nós estamos deixando como imagem da equipe;, ressaltou o comandante. ;Agora, temos de ser inteligentes e nos preparar duplamente, porque o rival vai querer ganhar de nós.;

No jogo de ontem, apesar de o ginásio não contar com grande presença de público, a equipe brasileira teve a torcida entusiasmada de um grupo de 45 adolescentes de São Paulo. Alunos do Colégio Santa Cruz, do Alto de Pinheiros, eles estão fazendo um curso de férias no Canadá e foram assistir à partida. Empurraram o time com o tradicional cântico ;sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor; e fizeram apupos nos ataques venezuelanos.

Dentro de quadra, como os próprios jogadores já esperavam, a partida não teve a mesma facilidade que a da estreia, quando o Brasil massacrou Porto Rico, mas a Seleção fez o suficiente para ganhar por uma margem confortável.





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação