Desabafo

Desabafo

Pode até não mudar a situação, mas altera sua disposição

postado em 01/08/2015 00:00


Agora sim estou me identificando
com o governo: ambos estamos com as contas no vermelho.
Adriana Araujo Martins Melo ; Guará 2


Na atual conjuntura, reunião entre Dilma e governadores não poderia terminar de outra forma: de um lado, nada a oferecer, do outro, nada a falar. No fim das contas, todos saíram com cara de paisagem.
Luiz Carlos Cardoso ; Asa Sul

O governo Dilma não tem dinheiro para reajuste dos aposentados, idem para os servidores do Judiciário, há quase uma década sem aumento, mas sobram recursos para emendas de parlamentares, esses sanguessugas do povo brasileiro.
Pedro Alberto de Araújo Lima ; Asa Norte

Se compararmos o comportamento de nossos políticos com o dos ingleses, que se divertem como bem entendem em ambiente particular, o ato excêntrico do lorde é simplesmente um ;relaxante; que não causa prejuízo à nação nem maiores danos aos cidadãos comuns plebeus.
Josuelina Carneiro ; Asa Sul

Cortar ministérios já não adianta mais, seria tirar daqui e passar pra ali. Não vai acontecer, está claro, mas adequar ou cortar despesas politiqueiras, como comissionados, terceirizados, bolsas preguiça e dependência eterna, minha isso, seu prejuízo; aí sim, adiantaria.
José Eustáquio dos Reis ; Brasília


Erramos

; ;Segundo a Unesco, o envolvimento dos pais e o nível socioeconômico das famílias influencia mais no desempenho das crianças;, escrevemos na pág. 6 da edição de ontem. Ops! Pisamos a concordância. Sujeito composto exige o verbo no plural. Melhor: Segundo a Unesco, o envolvimento dos pais e o nível socioeconômico das famílias influenciam mais no desempenho das crianças. (Dad Squarisi)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação