Dois retratos do semestre

Dois retratos do semestre

postado em 17/08/2015 00:00
Segue o martírio de Cruzeiro e Internacional no Campeonato Brasileiro. Em casa, o atual bicampeão brasileiro não saiu do 0 x 0 com o colorado, que pela primeira vez atuou sob o comando do técnico Argel Fucks, e viu a zona de rebaixamento se aproximar. Agora, a equipe está somente três pontos acima do Goiás, o 17; colocado. Em reconstrução depois do fiasco na Libertadores e as trapalhadas da diretoria, o Inter continua estacionado em 11; lugar, com 25.

O Cruzeiro terminou o primeiro turno igualando sua pior campanha na história dos pontos corridos, com 22 pontos. Somente em 2009, quando dividiu atenções com a Libertadores durante boa parte do início do campeonato, o clube celeste fez um turno tão ruim. Naquela ocasião, porém, a Raposa se recuperou depois que focou só no Brasileirão fechou no G-4.

Para aumentar a apreensão do torcedor cruzeirense, que vaiou muito o time no Mineirão depois do empate com o Inter, o próximo jogo do clube será contra o líder Corinthians, no Itaquerão. A partida será disputada no domingo, dia 23. Antes disso, a Raposa enfrentará o Palmeiras na quarta-feira, às 22h, pela Copa do Brasil. Por sua vez, o Inter estreia no returno diante do Atlético-PR, fora de casa e enfrentará o Ituano pelas oitavas de final do mata-mata nacional.

Apesas das vaias de ;time sem vergonha;, o técnico Vanderlei Luxemburgo considerou o 0 x 0 normal. ;O resultado de hoje é normal. Não é normal contra Joinville, contra Chapecoense, contra Avaí. Esses são resultados ruins e estão fazendo a diferença. Um jogo como o do Inter, pela envergadura é um resultado normal;, argumentou o treinador.

O estreante Argel Fucks se sentiu frustrado. ;Empate não se comemora. O resultado mais justo seria a vitória do Inter. O goleiro do Cruzeiro trabalhou muito mais do que o Alisson;, reclamou.




[FICHA 3]

CRUZEIRO 0 X 0 INTERNACIONAL


CRUZEIRO
Fábio; Mayke, Paulo André, Manoel e Mena; Willians, Henrique, Charles (Cabral), Alisson e Marquinhos (Marinho); Vinícius Araújo (Leandro Damião)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

INTERNACIONAL
Alisson; William, Paulão, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Nilton, Nico Freitas e Valdívia (Rafael Moura); Vitinho e Rafael Moura
Técnico: Argel Fucks

Cartões amarelos: Mayke; Geferson
Público: 14.166 pagantes
Renda: R$ 449.105
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação