Ofuscado pela "Jaysmania"

Ofuscado pela "Jaysmania"

Evento não foi capaz de atrair as atenções da fanática torcida do Blue Jays, time de beisebol de Toronto

VÍTOR DE MORAES ENVIADO ESPECIAL
postado em 17/08/2015 00:00
 (foto: Vitor de Moraes/CB/D.A Press




)
(foto: Vitor de Moraes/CB/D.A Press )


Toronto ; Canadenses, assim como norte-americanos, são fissurados por esportes. Basquete, beisebol e hóquei, principalmente. Eventos fora desse eixo precisam driblar os calendários para atrair as atenções. Os Jogos Parapan-Americanos foram disputados durante as intertemporadas da NBA e da NHL. Mas não escaparam da força do Blue Jays.

O time de beisebol de Toronto joga a Major League Baseball (MLB), com equipes dos Estados Unidos. A boa fase dos Jays, com 13 vitórias consecutivas, não coopera com os outros esportes. As ruas da maior cidade do Canadá são tomadas pelo uniforme azul não só em dias de partida, mas a todo momento. A toda hora. Difícil negar como a ;Jaysmania; fez sombra ao Parapan.

;É difícil competir com os Jays, ainda mais nesta fase em que estamos;, enaltece o torcedor Ryan Wright. ;Não é que não nos importamos com o Parapan, mas nos importamos demais com os Jays;, completa. A loja da equipe no Estádio Rogers Centre costuma ficar abarrotada. Uma camisa oficial custa 140 dólares canadenses (cerca de R$ 375). Um funcionário não soube dizer quantas camisas são vendidas por dia, mas ;são muitas e muitas;.

O empresário e fã Kevin Trudeau sabe que Toronto sediou os Jogos Parapan-Americanos, mas não pensou em prestigiar o esporte paralímpico. ;Quando o assunto é o Blue Jays, o canadense não pensa em outra coisa;, admite.


Na mesma época do Parapan, Toronto recebeu a Rogers Cup, torneio feminino de tênis disputado no Aviva Centre, distante 21km do hotel oficial da imprensa no Parapan, no centro da cidade. Nomes como Ana Ivanovic, Carolina Wozniacki, Serena Williams e Victoria Azarenka dividiram espaços nobres no noticiário local e nacional. No principal jornal de Toronto, o Parapan-Americano era o terceiro assunto do caderno de esportes.

O National Post, na última semana, publicou reportagem sob o título The tale of two teams (o conto de duas equipes, em tradução literal). O jornal comparava as campanhas dos Jays antes e depois do intervalo para o All-Star Game, em julho. Alucinados, os canadenses lotam o Rogers Centre. As partidas contra os Yankees, na sexta, no sábado e no domingo, tiveram ingressos esgotados dias antes.

Não há dia nem horário para os torcedores dos Jays. Na quinta-feira passada, a equipe azul e branca venceu o Oakland Athletics em jogo iniciado às 12h30. Mesmo em horário de almoço de um dia útil, o Rogers Centre ficou lotado. Não havia bilhetes disponíveis nem no dia anterior. Nos play-offs, em outubro, Toronto irá à loucura.

O repórter viajou a convite do Comitê Paralímpico Brasileiro

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação