Setores modernos

Setores modernos

postado em 24/08/2015 00:00


Para a especialista em empreendedorismo e inovação da Universidade de Brasília (UnB) Cristina Castro-Lucas, as opções de negócio do estudo do Sebrae chamam atenção para a atualidade, com negócios que, em um passado recente, não eram pensados pelos investidores. Como exemplo, ela cita o comércio de produtos antialérgicos, a venda de alimentos saudáveis e o serviço de personal trainner direcionado para a terceira idade. ;As pessoas estão em busca de clientes específicos. Para isso, é preciso conhecer o consumidor.; Cristina diz que essa é uma característica do mercado, uma vez que os setores de comércio, serviço e indústria estão se diversificando para manter os clientes, cada dia mais exigentes.

Para Cristina, o fato de o país viver uma crise econômica não é um empecilho para empreender. Ela é da corrente que acredita ser nos momentos de dificuldades que surgem boas oportunidades de negócio. ;Paralelamente à abertura do negócio, é importante ser um eterno empreendedor, buscando conhecimentos e diferenciais competitivos. Caso não ocorra isso, o investidor pode acabar engolido pelo sistema.;

O coordenador acadêmico de Empreendedorismo e Desenvolvimento de Novos Negócios da Fundação Getulio Vargas, Marcus Quintella, tem uma postura mais reticente em relação à abertura de novos negócios em período de crise. ;Faltam dinheiro no mercado e oportunidades de financiamento. É preciso avaliar com muito cuidado a abertura de uma empresa para evitar uma falência precoce.; Quintela reforça que é necessário investir em pesquisas sobre o consumidor, a concorrência e a tecnologia a ser explorada. ;Num momento de crise, as pessoas não estão preparadas para consumir tudo o que lhes é oferecido. Elas optam por cortar do orçamento os itens considerados supérfluos.;

O especialista considera que as 50 oportunidades listadas são facilmente replicáveis no mercado. ;A concorrência pode surgir facilmente, mas tudo é passível de uma boa gestão de negócio bem estruturado;, aconselha Quintela.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação