Em Natal, rubro-negro contraria números

Em Natal, rubro-negro contraria números

postado em 03/09/2015 00:00
 (foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
(foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Na gestão de Eduardo Bandeira de Mello, o Flamengo vendeu ou levou mandos de jogos para fora do Rio de Janeiro 16 vezes. Incluindo a goleada de ontem por 3 x 0 sobre o Avaí, o rubro-negro disputou 48 pontos e conquistou 23. O aproveitamento de 48% é um dos motivos para o time da Gávea ter preferido mandar todas as partidas do primeiro turno no Rio de Janeiro em vez de levá-los para fora. No entanto, ontem, o triunfo na Arena das Dunas fortaleceu a campanha de Brasília para receber não somente a partida de 17 de setembro contra o Coritiba mas outras até o fim do ano.


Em Natal, o Flamengo conquistou a terceira vitória consecutiva no segundo turno. Depois de vencer o São Paulo e o Sport, bateu o Avaí e chegou aos 32 pontos. O sonho de atingir o G-4 e salvar o ano com uma vaga para a Libertadores de 2016 teve dois gols de Kayke, contratado ao ABC para ser o reserva de Guerrero, e um de Alan Patrick.


O Flamengo abriu o placar aos 30 minutos. Em boa jogada de Emerson com o colombiano Armero pela esquerda, a bola chegou até Alan Patrick, que fintou o goleiro Vagner e abriu o placar na Arena das Dunas. Aos 9 minutos do segundo tempo, em grande passe de calcanhar na entrada da área de Alan Patrick, Armero cruzou e Kayke, livre na marca do pênalti, completou para fazer o segundo gol ; o primeiro dele na volta ao Flamengo. O segundo de Kayke saiu aos 30. O atacante recebeu a bola sozinho dentro da área, driblou o goleiro Vagner e completou para as redes.


O Avaí até tentou diminuiu o placar, mas o goleiro Paulo Victor estava em uma noite de gala e evitou ao menos dois gols feitos do time catarinense, que continua na luta contra o rebaixamento.


Flamengo 3

Paulo Victor; Ayrton, Samir, Wallace e Armero (Paulinho); Márcio Araújo (Jonas), Canteros, Alan Patrick e Everton; Emerson (Marcelo Cirino) e Kayke
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Avaí 0

Vagner; Nino Paraíba, Jéci, Antonio Carlos e Romário; Adriano (Roberto), Eduardo Neto, Néstor Camacho (Renan Oliveira) e Anderson Lopes (Pablo); Rômulo e Léo Gamalho
Técnico: Gilson Kleina

Gols: Alan Patrick e Kayke (2)
Cartões amarelos: Samir (Flamengo); Antonio Carlos, Adriano e Eduardo Neto (Avaí)
Público: 22.825 pagantes
Renda: R$ 1.639.485,00
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação