Lesão no joelho afasta Neymar do coletivo

Lesão no joelho afasta Neymar do coletivo

postado em 03/09/2015 00:00
 (foto: Leo Correa/Mowa Press)
(foto: Leo Correa/Mowa Press)



O técnico Dunga voltou a fazer testes na Seleção Brasileira, no treino de ontem, em Nova Jersey, em preparação para os amistosos contra a Costa Rica e os EUA. Após deixar Neymar na reserva, na última terça, ele colocou o atacante entre os titulares, mas levou um pequeno susto.

Neymar sentiu dores no joelho direito após 20 minutos de treino. Deixou o gramado na companhia do médico Rodrigo Lasmar e do fisioterapeuta Odir de Souza. Até o fechamento desta edição, a CBF não divulgou informações sobre o estado físico do atacante, que se recuperou recentemente de uma caxumba.

Antes de sair mais cedo do treino, Neymar compôs o time titular, formando o setor ofensivo com Philippe Coutinho, Lucas e Kaká. Na terça-feira, Dunga havia testado Willian, Lucas Lima, Douglas Costa e Hulk no setor. Na defesa, a novidade foi a entrada de Miranda, poupado na terça. Dessa vez ele entrou no lugar de Marquinhos, titular no treino da véspera. O time titular foi escalado com Jefferson; Danilo, Miranda, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Fernandinho, Kaká, Lucas e Philippe Coutinho; Neymar.

Apesar dos testes, Dunga não indicou se esta será a formação ideal para o amistoso contra a Costa Rica, no sábado, em Nova Jersey. Três dias depois, o Brasil enfrentará os Estados Unidos, em Boston. Os amistosos servem de preparação para as duas primeiras rodadas das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, em outubro, contra o Chile e a Venezuela.

Kaká

Uma chance de jogar pela Seleção nos amistosos contra Costa Rica e EUA é tudo que Kaká quer. O meia está convicto de que ainda tem muito a dar à equipe e só quer ter a chance de provar. ;Estou bem fisicamente. Há muito tempo que não tenho nenhum problema físico. Estou tecnicamente bem. Eu me preparei para esses jogos. Se eu tiver a chance de jogar vocês vão ver o quanto eu ainda posso contribuir para a Seleção;, garantiu Kaká, ontem, aos jornalistas.

O jogador de 33 anos disse que adquiriu o hábito de fazer trabalhos preventivos para continuar atuando em bom nível. Desde janeiro, ele está jogando pelo Orlando City, dos EUA, e considera que tem se saído bem. Por isso, acredita em ir bem pela Seleção. ;A confiança vem da minha preparação, daquilo que eu tenho feito para essa oportunidade. Não sabia se teria outra oportunidade ou não na Seleção. Mas sabia que se a chance chegasse, eu teria que estar preparado. E eu estou;.

Elogios

Kaká elogiou bastante Neymar, a quem definiu como ;uma joia que precisa ser bem cuidada, porque é rara; e disse acreditar que outros bons jogadores podem se tornar realidade até a Copa da Rússia. ;O Brasil tem sempre muitos talentos. Até a próxima Copa, nós vamos ver surgirem outros grandes nomes. Esse grupo precisa realmente ser bem trabalhado, aproveitar as oportunidades;, comentou o jogador eleito melhor do mundo em 2007.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação