>> DEU no www.correiobraziliense.com.br

>> DEU no www.correiobraziliense.com.br

postado em 12/09/2015 00:00

Atentado da OAB tem três acusados

A Comissão Estadual da Verdade do Rio (CEV-Rio) revelou ontem os nomes de três militares acusados de promoverem o atentado na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) que vitimou a secretaria Lyda Monteiro da Silva em 1980. Segundo a presidente da CEV-Rio, Rosa Cardoso, o sargento Magno Cantarino Mota (ainda vivo) foi quem entregou a carta-bomba. Segundo a Comissão, a ação foi orquestrada pelo coronel do Exército Freddie Perdigão Pereira, morto em 1996, e teve a participação do sargento paraquedista Guilherme do Rosário, morto no atentado do Riocentro no ano seguinte.

Chuvas causam mortes em SP
Chuvas fortes e vendavais causaram destruição em 33 cidades no estado de São Paulo, segundo balanço da Defesa Civil. Outras 15 cidades tiveram danos de menor proporção. Os temporais resultaram em duas mortes, deixaram ao menos 12 feridos e afetaram 2,5 mil famílias desde a última terça-feira. Pelo menos 347 pessoas estão desabrigadas ou desalojadas. O alerta para o risco de temporais continua no final de semana, com previsão de chuva em grande parte do Estado. Na capital, a previsão é de chuva intensa hoje, podendo ocorrer alagamentos. A Defesa Civil monitora áreas de risco.

PF apreende 200 kg de coca

A Polícia Federal (PF) apreendeu ontem carregamento de 200 quilos de cocaína, despachados em carga de voo internacional, no Aeroporto Internacional de São Paulo em Cumbica/Guarulhos. É o maior volume de drogas já apreendido no terminal. Policiais federais, com o auxílio de cães farejadores, realizavam uma fiscalização de rotina quando encontraram a cocaína distribuída em 200 pacotes, em meio a cargas que tinham como destino a capital holandesa, Amsterdã. Em 27 de agosto, a PF prendeu, no mesmo aeroporto, dois passageiros de voo internacional com cerca de 9 quilos de cocaína.

PMs suspeitos de execução

Quatro policiais militares do 16; e do 23; batalhões da Polícia Militar de São Paulo foram presos ontem por suspeita de executar um suspeito de roubo ocorrido por volta de 14h de segunda-feira, na região do Butantã, na Zona Oeste de São Paulo. Uma câmara de segurança gravou a ação e mostra Paulo Henrique Porto de Oliveira, suspeito de assalto, sendo cercado, rendido, revistado, algemado, desalgemado e baleado em seguida pelos policiais. Outro rapaz, Fernando Henrique da Silva, fugiu para dentro de uma casa e também foi morto por policiais em uma suposta troca de tiros.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação