China freia o PIB brasileiro

China freia o PIB brasileiro

postado em 12/09/2015 00:00
A perspectiva de desaceleração da economia da China deve ter impacto negativo de 0,3 ponto porcentual sobre o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro entre 2015 e 2016, segundo estudo da MCM Consultores. De acordo com o trabalho, dada a importância adquirida pela China na demanda global, esse processo tem consequências imediatas para os grandes produtores de commodities, como Brasil e Austrália.

Na estimativa da consultoria, a China deve crescer 7% em 2015 e 6,7% em 2016. ;No entanto, qualquer frustração das projeções joga ainda mais para baixo a perspectiva para o desempenho do Brasil nos próximos anos;, dizem os analistas. A expectativa da MCM para o PIB brasileiro é de queda de 3,1% em 2015 e recuo de 1,3% em 2016. Além do efeito sobre as exportações brasileiras, ;um dos principais canais de transmissão do crescimento chinês no Brasil se dá via investimentos;, afirmam os economistas. Para evitar desaceleração maior da economia, o governo chinês estuda um plano para conceder até 1,5 trilhão de yuans em estímulos fiscais nos próximos três anos. A informação foi publicada ontem em um relatório do banco de investimentos China International Capital Corporation (CICC).

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação