Novo sistema para crédito consignado

Novo sistema para crédito consignado

postado em 12/09/2015 00:00
O novo sistema que vai gerir os empréstimos consignados a servidores públicos federais vai entrar em operação na próxima segunda-feira. O Ministério do Planejamento anunciou ontem que o objetivo é garantir a segurança das informações e a privacidade dos funcionários públicos e pensionistas que utilizam o crédito com desconto em folha de pagamento.

Entre as principais inovações, o módulo, que será operado pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), permitirá a integração online da margem consignável do salário do servir com a folha de pagamento. O funcionário também terá acesso imediato ao extrato mensal de consignações.

Segundo o coordenador-geral de Soluções Tecnológicas da Secretaria de Gestão Pública (Segep), Rogério Meneguim, o novo modelo é benéfico tanto para os bancos quanto para os servidores, ao lançar as informações em tempo real. Ele também destaca que o sistema traz mais segurança para os dois lados.

Lava-Jato
Meneguim destacou que a instituição financeira só conseguirá acessar informações autorizadas pelo servidor. Com isso, o sigilo dos demais dados será preservado. O servidor, quando acessar o Sistema de Gestão de Pessoas do Governo Federal (Sigepe), poderá consultar o saldo da margem consignável, conferir o extrato de consignações e simular novas operações, com base nas taxas praticadas pelos bancos.

Em agosto, a Polícia Federal denunciou que a empresa de software Consist, contratada para gerir o sistema, teria repassado valores obtidos com o contrato a operadores investigados na Lava-Jato.

A repercussão do caso provocou a suspensão de novos empréstimos consignados para servidores públicos federais pelos bancos privados, levando as instituições financeiras a reverem a participação no convênio de gestão firmado com as autoridades públicas.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação