Presidente da BR renuncia

Presidente da BR renuncia

postado em 17/09/2015 00:00
O presidente da BR Distribuidora, José Lima de Andrade Neto, renunciou ontem ao cargo. De acordo com a Petrobras, a saída do executivo se deu ;por motivos de saúde;. Indicado pelo ex-ministro de Minas e Energia Edison Lobão (PMDB-MA), Lima Neto, que é funcionário de carreira da petroleira, ocupava o cargo desde 2009 e estava licenciado há quatro meses.

O diretor Financeiro da BR, Carlos Alberto Tessarollo, ocupará função como interino. A companhia deve buscar no mercado um nome para substituí-lo.

Lava-Jato
A renúncia ocorre cerca de um mês depois do anúncio de que a Petrobras havia contratado a Korn Ferry ; consultoria de recrutamento profissional ; para mudar o comando da subsidiária. Todos os diretores já haviam sido substituídos. As mudanças de gestão se dão em um momento que a estatal trabalha para viabilizar a abertura de capital da BR. A expectativa é de que a oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês) aconteça em outubro.

A empresa é alvo de denúncias na Operação Lava-Jato, que apontam o recebimento de R$ 26 milhões em propina pelo senador Fernando Collor (PTB-AL) a partir de contratos com postos de combustíveis. O Ministério Público Federal (MPF) pediu abertura de inquérito contra o parlamentar, que teria se beneficiado de propina paga por empreiteiros envovidos no escândalo de corrupção na estatal.

Em entrevista, o gerente adjunto de Instalações da distribuidora, Marcos Aurélio Frontin, acusou Lima Neto de ter determinado a contratação irregular da UTC, de Ricardo Pessoa, invetigado na operação da PF. Frontin foi apontado, em auditoria interna da BR, como o único responsável por ilegalidades em contratos com a empresa, no valor de R$ 650 milhões.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação