Pequenas mudanças

Pequenas mudanças

postado em 02/10/2015 00:00

O tempo transcorrido entre as duas visitas praticamente não transpareceu mudanças positivas relevantes em Canaã, que fica próxima à cidade de Toritama (PE), mas o representante do legislativo faz questão de identificar algumas ;tímidas melhorias;: ;A alimentação evoluiu. Em 2005, encontrei um cenário de subnutrição, o que não me parece ser o caso agora. A escola municipal ganhou duas salas;.

Os avanços observados, de acordo com Cristovam, ;não foram suficientes para reverter o quadro;, que se revelou grave sob outros aspectos sociais. ;Em Toritama, por exemplo, criou-se uma produção significativa voltada para a fabricação de roupas. Embora os trabalhadores recebam mais que o salário mínimo, eles não têm as carteiras de trabalho assinadas, não têm direto a seguro-desemprego ou 13;. São subempregos;, descreve. E há outros agravantes: ;Largaram a lavoura para se dedicar a esse trabalho, ou seja, até tomate eles precisam comprar. Se algo interferir ou prejudicar essa produção, estão na miséria;.

A peleja da educação

Taciana, Rubinho, Jailson, Josivan e Nego ; as crianças da foto ; perderam a peleja. Estão fadadas a um cotidiano árduo e pouco promitente. Cristovam acredita que elas ;representam um diagnóstico claro de que a política nacional de educação fracassou;. Ainda assim, ele insiste de que não há outra maneira, senão por meio da educação, de subverter o prognóstico negativo. ;Precisamos repensar essa atuação;.

Enquanto isso, a 150km de distância, ainda no agreste pernambucano, a pequena cidade de Caetés talvez guarde esperanças de dias melhores, diferentemente da vizinha Toritama ou das crianças de Canaã. Afinal, Lula nasceu ali. E ele venceu a peleja. Pelo menos nas urnas. O legado educacional, como evoca o senador Cristovam Buarque, tropeça em controvérsia.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação