Após "abraçar" a liga, CBF adota cautela

Após "abraçar" a liga, CBF adota cautela

postado em 02/10/2015 00:00
 (foto: Evaristo Sá/AFP - 9/6/15)
(foto: Evaristo Sá/AFP - 9/6/15)


A euforia dos dirigentes de clubes integrantes da Liga Sul-Minas-Rio foi respondida com cautela pela cúpula da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Uma hora após a reunião de ontem, o secretário-geral da entidade, Walter Feldman, declarou que a criação de um torneio já no próximo ano ainda depende do encontro de ;uma solução adequada a todos;.

A reunião entre dirigentes e o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, ontem, durou menos de duas horas. Na saída, os mandatários de clubes vibraram com a declaração de Del Nero de que ;abraçava a ideia;. Mas, segundo interlocutores, a expressão se referia à criação da liga e não da competição entre os times que a compõem.

;O sistema do futebol é muito articulado. Envolve a CBF, as federações e os clubes brasileiros. O presidente (Del Nero) se comprometeu a, nos próximos dias, estudar os vários departamentos ligados a essa questão, notadamente a área jurídica e de competições, para nós termos o resultado adequado;, disse Feldman.

A criação de um torneio encontra resistência em entidades estaduais, que temem a perda de força dos campeonatos locais. A Federação de Futebol do Rio (Ferj), por exemplo, já elaborou uma nota se manifestando contrária à competição. Apoiada por 14 dos 16 times que disputarão o Campeonato Carioca do ano que vem (apenas Flamengo e Fluminense, que estão na liga e rompidos com a Ferj, não apoiaram), diz que a articulação é ilegal.

De acordo com Feldman, o prazo de 48 horas para que a CBF tome uma posição oficial pode se estender. ;O presidente, em determinado momento, falou em 48 horas. Mas é evidente que os demais departamentos podem reivindicar um período um pouco maior;, frisou. ;É uma decisão muito importante, portanto, tem de ser tomada com muita sabedoria, muita sensibilidade e com o tempo adequado.;

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação