Petroleiros em greve

Petroleiros em greve

postado em 31/10/2015 00:00


A Federação Única dos Petroleiros (FUP), ligada à Central Única dos Trabalhadores (CUT), confirmou ontem que vai se juntar, a partir de amanhã, à greve que alcança parte da categoria. Cerca de 20 sindicatos ligados à federação aderiram ao movimento e prometem parar a produção em protesto contra a venda de ativos da Petrobras. A expectativa é de uma adesão de 80% em mais de 33 plataformas e terminais da estatal, incluindo as bacias de Campos e de Santos, as principais regiões produtoras do país.

Desde quinta-feira, oito estados paralisaram as atividades após determinação da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), entidade ligada à Força Sindical. Além de pretender bloquear o plano de venda de ativos, que a Petrobras considera essencial para reduzir o endividamento da empresa, os petroleiros reivindicam reajuste salarial. A estatal ofereceu 8,11% em segunda proposta, mas a FNP quer 18% de aumento.

A adesão da FUP ao movimento foi definida na última quinta-feira, após reunião com o Ministério Público do Trabalho. Em nota, a Petrobras afirmou que ;as atividades da empresa são normais e não há prejuízos à produção ou ao abastecimento do mercado;. A estatal disse ainda que tem ;compromisso de dialogar abertamente; e informou que criou uma comissão de negociação para discutir os termos de um acordo com os empregados.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação