Doriva já tenta sair da forca

Doriva já tenta sair da forca

Sem Ceni, São Paulo enfrenta o embalado Sport. Técnico se diz "prestigiado", mas está a perigo

postado em 31/10/2015 00:00
 (foto: Érico Leonan/Site do São Paulo - 20/10/15)
(foto: Érico Leonan/Site do São Paulo - 20/10/15)


Restam seis jogos para o São Paulo tentar salvar um ano marcado por três eliminações contundentes e pela maior crise política da história do clube. A primeira dessas oportunidades é logo na abertura da rodada de hoje, às 17h, no Morumbi, diante do Sport. Com o jogo, o tricolor pretende reacender a obsessão de obter uma vaga na próxima Libertadores.

A classificação para a competição continental virou uma espécie de tábua de salvação: o planejamento de 2016 começou a ser discutido pela nova diretoria e tem na Libertadores elemento importante para que se consiga novo ânimo.

A diretoria analisa possíveis reforços e um dos nomes na lista é Diego Lugano. O zagueiro uruguaio é ídolo da torcida e tem uma cláusula com o Cerro Porteño, do Paraguai, que prevê a liberação sem custo ao São Paulo em caso de proposta.

Depois de viver um ano com renúncia de presidente, atraso dos direitos de imagem e com quatro técnicos no comando, os jogadores reforçaram o discurso de que é preciso buscar algo para se comemorar. ;Infelizmente, vamos terminar o ano sem troféu, mas seguiremos focados para não deixar a Libertadores escapar;, disse o meia Michel Bastos.

Para o técnico Doriva, por sinal, a reta final de 2015 tem grande importância. A nova diretoria ainda não assegurou a permanência dele para o próximo ano. ;Não temo não ser o técnico no ano que vem. Estou fazendo o meu trabalho, muito confiante, me sinto prestigiado. É a diretoria que vai avaliar;, minimizou. Ele tem uma vitória, um empate e três derrotas no comando tricolor.

A maior novidade do São Paulo para o dia será a volta do goleiro Denis, promovido a titular depois de oito meses por causa da lesão no tornozelo esquerdo de Rogério Ceni. O capitão ainda não tem data certa de retorno.

Se bater o Sport, o tricolor vai pernoitar no G-4 e passará a torcer contra os rivais na sequência da rodada. O jogo tem ainda o peso de ser contra um adversário direto, que está um ponto atrás e vem de três vitórias seguidas, embalado desde que Paulo Roberto Falcão assumiu o comando.

Falcão, aliás, é um dos favoritos ao cargo de técnico do São Paulo caso Doriva caia na virada do ano. Ele atuou no Morumbi de 1985 a 1986 e ainda desfruta de bom trânsito no clube. Muricy Ramalho já teve o nome descartado pela direção, que ainda cogita trazer Cuca de volta do futebol chinês.


SÃO PAULO X SPORT

17h

Morumbi
São Paulo (SP)

Transmissão
Pay-per-view

Brasileirão
33; rodada

SÃO PAULO
Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Lucão e Matheus Reis; Thiago Mendes, Wesley e Ganso; Michel Bastos, Luis Fabiano e Alexandre Pato
Técnico: Doriva

SPORT
Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ewerton Páscoa e Renê; Rithely e Wendel; Marlone, Diego Souza e Élber; André
Técnico: Paulo Roberto Falcão

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação