Concurseiros reclamam do Cespe

Concurseiros reclamam do Cespe

Quem deixou para se cadastrar no último dia na seleção do TJDFT não conseguiu acessar a página do Cespe, responsável pelo registro e pela aplicação das provas. Os candidatos lesados esperam que a organizadora prorrogue o prazo

» Simone Kafruni
postado em 09/11/2015 00:00
 (foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)
(foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)




Quem deixou as inscrições no concurso do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) para a última hora ficou sem conseguir fazer o cadastramento. O prazo para disputar as 80 vagas de nível médio e superior para os cargos de técnico e analista do Judiciário expirou às 23h50 de ontem, mas, desde a manhã do domingo, o site do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe), responsável pelo certame, apresentou problemas técnicos.

À tarde, a página da entidade na internet nem sequer estava abrindo e ninguém atendia os telefones disponíveis. Quem procurou a sede do Cespe no campus Darcy Ribeiro da Universidade de Brasília (UnB) até as 16h de ontem conseguiu fazer a inscrição com a ajuda dos atendentes. Porém, os candidatos que deixaram para se registrar no último dia e não fizeram o registro contam com a prorrogação do prazo pelo Cespe.

Pelo menos é o que espera a contadora Renata Velloso Mistura de Faria, de 36 anos. ;Eu deixei os concursos de lado por mais de ano porque tive bebê. Esse seria o primeiro do meu retorno e me preparei para a prova. Acho que o Cespe vai ter que prorrogar, afinal, eu tentei fazer a inscrição dentro do prazo, apesar de ser no último dia;, disse.

A professora Gabriane Cabral, de 42 anos, teve acesso à página de registro, mas não conseguiu finalizar a sessão. ;A senha informada dava como expirada. Mais tarde o site deixou de abrir. Eu liguei várias vezes, ninguém atendeu. Espero que prorroguem as inscrições;, afirmou. A mesma coisa pensa Júlio Cezar Pereira de Lima, de 37 anos. ;Estou me preparando há quase três anos para este concurso e vacilei ao deixar para me inscrever no último dia. Mas isso não justifica a palhaçada do Cespe. Entrei no site do Tribunal, tentei de tudo, mas redirecionava para a página do Cespe que não abria. Estou indignado.; Procurado pela reportagem, o Cespe não respondeu até o fechamento desta edição.

Dedicação

Quem garantiu as inscrições está aproveitando para intensificar os estudos na reta final, já que a prova para o concurso do TJDFT será realizada em 20 de dezembro.;O salário é melhor e tenho muitos familiares servidores, então o incentivo é grande. Mas o cargo no TJDFT não é meu objetivo final. Vou seguir prestando concursos;, diz Sara Lima, de 33 anos. Com a proximidade da prova, a rotina de Sara está mais puxada. ;Estudo 9 horas por dia, com aulas em curso preparatório pela manhã e à tarde. Ainda estudo nos fins de semana e reviso o material à noite. Dedicação total;, diz.

Kevin Torres, de 24 anos, também focou o concurso do TJDFT. ;No momento, não estou nem trabalhando. Faço faculdade de geografia, curso preparatório e estudo nas horas vagas;, afirma. Kevin já prestou vários outros concursos e ainda não sabe se permanecerá no tribunal se for aprovado. ;Tem que entrar para saber. Eu quero um cargo voltado para a área que estou me formando, geografia;, conta.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação