Lama e chuva protagonizam empate no Sul

Lama e chuva protagonizam empate no Sul

postado em 09/11/2015 00:00
 (foto: JEC/Divulgação)
(foto: JEC/Divulgação)

No empate sem gols entre Joinville e Santos, faltou emoção e sobraram água e lama em campo. As constantes chuvas no Sul encheram o gramado da arena catarinense de barro e poças d;água, o que dificultou o trabalho da equipe paulista, mais técnica. Do outro lado, os donos da casa também não conseguiram atuar bem para, ao menos, esboçar uma reação contra o rebaixamento.

Diante do agora lanterna da competição, o Santos manteve o péssimo aproveitamento como visitante. Até agora, obteve apenas uma vitória no campo adversário, perdeu nove vezes e saiu com sete empates. O ponto ganho no confronto, contudo, serviu para manter o time na zona de classificação para a Libertadores, com 54 pontos. Já o Joinville, com 31, acabou ultrapassado pelo Vasco e corre sério risco de cair para a segunda divisão nacional.

Com o campo em péssimas condições, o clube da Vila Belmiro não conseguiu imprimir o estilo de jogo que gosta, à base de toque de bola e jogadas em velocidade. Lucas Lima, o mais técnico da equipe, por exemplo, encontrou tanta dificuldade que acabou substituído no intervalo. Assim, restaram poucas oportunidades ao artilheiro do Brasileirão, Ricardo Oliveira. Desta vez, o autor de 21 gols no Nacional passou em branco.

A maneira encontrada pelo Joinville, com maior volume na etapa inicial, foi investir nas jogadas de bolas longas e nos lançamentos sobre a área adversária. A falta de qualidade do elenco, no entanto, não ajudou. Ainda assim, Fernando Viana teve boa chance de movimentar o placar, mas o goleiro Vanderlei espalmou o chute dado de dentro da área. No segundo tempo, a chuva deu uma trégua e a partida melhorou um pouco. Nem assim, porém, os gols saíram.


FICHA TÉCNICA

JOINVILLE 0

Agenor; Mário Sérgio, Guti, Domingues e Diego; Darnlei, Anselmo, Fernando Viana (Tripodi), Silvinho (Edigar Junio) e Marcelinho Paraíba (Ítalo); Kempes
Técnico: PC Gusmão

SANTOS 0
Vanderlei; Daniel Guedes, Werley, David Braz e Chiquinho; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima (Alisson); Marquinhos Gabriel (Geuvânio), Gabriel (Nilson) e Ricardo Oliveira
Técnico: Dorival Júnior.

Cartões amarelos: Darnlei, Marcelinho Paraíba, Fernando Viana, Lucas Lima e Daniel Guedes
Público: 9.679 pagantes
Renda: R$ 194.745
Árbitro: Wagner Reway (MT)




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação