Terror com inovação

Terror com inovação

Crítica AMIZADE DESFEITA

Adriana Izel
postado em 13/11/2015 00:00
 (foto: Universal/Divulgação)
(foto: Universal/Divulgação)



Assim que Amizade desfeita estreou no ano passado nos Estados Unidos, o filme se tornou uma espécie de sensação. O motivo é que o longa dirigido por Levan Gabriadze pode ser considerado pioneiro ao trazer a história para a tela do computador, com uma mistura de amadorismo e proximidade da realidade do espectador, como aconteceu com a A bruxa de Blair (1999) e Atividade paranormal (2007).

A história gira em torno de Laura Barns (Heather Sossaman), jovem que, após ser gravada em uma festa pelos amigos em um vídeo que se tornou viral na internet, se mata por conta do cyberbullying.

Amizade desfeita começa exatamente um ano depois de a jovem cometer suicídio. A protagonista Blaire Lily (Shelley Hennig) está em seu computador assistindo ao vídeo da morte de Laura ao mesmo tempo em que fala com o namorado Mitch (Moses Storm) pelo Skype. No entanto, eles são surpreendidos por uma mensagem enviada pelo perfil de Laura no Facebook.

A partir daí, eles começam uma saga para saber quem poderia estar ;brincando; com o perfil da jovem. Assim, o grupo de amigos, formado pelo casal Blaire e Mitch, mais Adam (Will Peltz), Jess (Renee Olstead), Val (Courtney Halverson) e Ken (Jacob Wysocki) tenta entender o que está acontecendo, enquanto conversa pela internet e é ameaçado por uma sétima pessoa, identificada pelo nick billie227, que promete matar cada um deles, caso deixem o chat.

O filme se passa do início ao fim pela tela do computador de Blaire. Para chegar ao Brasil, todas as imagens foram traduzidas para o português mostrando o cuidado do estúdio e, talvez o motivo da demora para a fita chegar ao país. Além desse trunfo, Amizade desfeita ganha pontos ao misturar terror psicológico, com referências ao universo do público mais jovem.

Apesar de cair em clichês, como a suposta mocinha ter mais mistérios do que todos os outros personagens e a ideia ;genial; dos personagens de olhar algo num momento de terror, o longa cumpre o papel de salvar a péssima safra dos filmes de terror, mostrando que há, sim, esperanças para o gênero. Uma sequência, inclusive, já está prevista para estrear em 2016 nos Estados Unidos.

ROTEIRO
Até 15 de novembro, o Cine

Cultura Liberty Mall exibirá o Brazilian Film Festival (Biff). Confira a programação completa no site do Correio Braziliense.


Pré-estreias
Dheepan ; o refúgio

(Dheepan, França, 2015, drama, 109min; não recomendado para menores de 14 anos)
De Jacques Audiard. Com Antonythasan Jesuthasan, Kalieaswari Srinivasan e Claudine Vinasithamby. Dheepan, Yalini e a pequena Illayaal assumem identidades falsas para fugir do Sri Lanka, seu país natal, que está em guerra. Eles não se conhecem e, diante da iniciativa, precisam conviver como se fossem uma família verdadeira ao chegar na França. Cine Cultura Liberty Mall 3, amanhã, às 18h.

Malala
(He named me Malala, EUA, 2015, documentário, 88min; classificação indicativa livre)
De Davis Guggenheim. O documentário coloca um olhar sobre os eventos que aconteceram com Malala Yousafzai, uma jovem paquistanesa atacada pelo Talibã por falar sobre a educação das mulheres e suas consequências, incluindo seu discurso na ONU. Espaço Itaú CasaPark 7, amanhã, às 14h.

As mil e uma noite ; volume 1, o inquieto
(Portugal/França, Alemanha, drama, 125min; não recomendado para menores de 14 anos)
De Miguel Gomes. Com Miguel Gomes, Crista Alfaiate e Carloto Cotta. Um cineasta foge durante o processo de realização de seu novo filme e, ao ser capturado, não tem outra saída a não ser repetir o que fez Xerazade em ;As Mil e Uma Noites;, onde precisava contar uma história diferente a cada noite para não ser degolada pelo rei, seu marido - no caso em questão, os algozes são os demais integrantes da equipe de filmagens. Espaço Itaú CasaPark 5, às 14h e 19h.

Mistress america
(EUA, 2015, comédia, 85min; não recomendado para menores de 12 anos)
De Noah Baumbach. Com Greta Gerwig, Lola Kirke e Heather Lind. Tracy, caloura de faculdade, tem uma vida solitária em Nova York. Até que ela conhece Brooke, a filha de seu futuro padrasto, uma jovem aventureira que decide ;resgatar; a nova irmã e envolvê-la em loucos esquemas. Cine Cultura Liberty Mall 2, amanhã, às 14h. Espaço Itaú CasaPark 3, amanhã, às 21h30.

Sabor da vida
(Les Délices de Tokyo, França/ Alemanha/Japão, 2015, drama, 113min; classificação indicativa livre)
De Naomi Kawase. Com Kirin Kiki, Masatoshi Nagase e Kyara Uchida. Sentaro dirige uma pequena padaria que serve dorayakis - bolos recheados com pasta doce de feijão vermelho. Quando uma senhora de idade, Tokue, se oferece para ajudar na cozinha, ele relutantemente aceita. Mas Tokue prova ter mágica em suas mãos quando se trata de fazer ;an;. Cine Cultura Liberty Mall 3, amanhã, às 20h.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação