Corrida pelo Oscar

Corrida pelo Oscar

» RICARDO DAEHN
postado em 02/12/2015 00:00
 (foto: Johannes Eisele/Reuters - 9/2/09 )
(foto: Johannes Eisele/Reuters - 9/2/09 )


O mês de dezembro serve de senha para um dos maiores sustentáculos da indústria de Hollywood, com a chuva de previsões e a enxurrada de possibilidades, entre o despontar dos concorrentes à estatueta do Oscar. A 88; edição do maior prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas já tem datas firmadas, com os indicados a serem divulgados em 14 de janeiro e a noite de premiação estipulada para 28 de fevereiro. No mundo inteiro, entretanto, as expectativas já fervilham, e publicações como a inglesa The Independent arriscam moldes para a futura festa.

Vistoso no último Festival de Cannes ; com a atriz Rooney Mara detentora de prêmio ;, Carol tem indicativo de fazer bonito, entre a lista de indicações. Dona de duas estatuetas, a atriz Cate Blanchett, também no elenco, é nome de prestígio nesse filme que trata do amor entre duas mulheres, durante os anos de 1950.

Prestes a estrear no circuito, No coração do mar é a aventura conduzida por Ron Howard (íntimo do Oscar, com fitas como Uma mente brilhante) e que está cotada para estar entre os melhores do ano. A Warner protelou o lançamento da fita extraída de livro assinado por Nathaniel Philbrick, num sinal de aposta para o Oscar. No longa de ação, Chris Hemsworth (o Thor) ganha destaque no filme baseado em episódio verídico do ano de 1820, quando uma baleia desafiou grupo de navegantes.

Entre os longas já exibidos na cidade, estão barbadas na lista de possíveis indicados. Divertida mente, muito valorizado pela crítica, deve figurar entre as melhores animações do ano. Nome quente de filmes como Falcão Negro em perigo e Gladiador, o diretor Ridley Scott está bem cogitado, à frente de Perdido em Marte. Ponte dos espiões é outro que se afirma como forte candidato a prêmios, desde a eterna dobradinha Steven Spielberg e Tom Hanks, aliada ao belo desempenho do coadjuvante Mark Rylance. Quem terá de ultrapassar a má vontade de votantes com blockbusters será Mad Max: Estrada da fúria, com três atores respaldados, pelo estúdio, para indicações: Tom Hardy, Charlize Theron e Nicholas Hoult.

Ao lado do queridinho da Academia Quentin Tarantino, pronto para faturar elogios com Os 8 odiados (com estreia para janeiro), as cinebiografias devem marcar terreno, entre os indicados. Líder de bilheterias, Johnny Depp, o protagonista de Aliança do crime, deve obter reconhecimento, na pele do criminoso Whitey Bulger. Com lançamento estratégico no Natal, Joy coloca Jennifer Lawrence na linha de frente para prêmio de atriz, ao viver a mãe solteira que alcança a condição de milionária, no filme assinado por David O;Russell. Dando vida a um dos primeiros artistas transgêneros do mundo, Lili Elbe, o ator britânico Eddie Redmayne (depois de faturar o Oscar pelo retrato de Stephen Hawking) tem tudo para repetir o feito, por The danish girl.

Voltas

Na ala dos retornos ; tão caros à Academia ; Creed está na lista pelo revival de Sylvester Stallone, retomando o papel de Rocky Balboa, agora um treinador. Adentrar uma carcaça de animal e comer búfalo cru estão entre os esforços de outro possível concorrente a ator, Leonardo DiCaprio (que já teve quatro derrotas no prêmio). Numa das apostas mais quentes, o longa The Revenant, DiCaprio encara um caçador determinado à horrenda vingança, no longa de Alejandro González Iñárritu, que deve transbordar de indicações.

Na linha de Spotlight, que trata de crianças vítimas de abuso infantil, sob as asas de padres da Igreja católica, vários filmes que tratam de infâncias tristes estão no páreo por possível Oscar. Em Beasts of no nation, da Netflix, o ator Idris Elba brilha como o tirano comandante que lida com a feitura de crianças soldados. Consagrado em Cannes, O filho de Saul trata de Holocausto, na ótica do húngaro László Nemes. Um enterro doloroso move a trama do filme.



Candidatas a melhor atriz?

Filme Atriz
Brooklyn Saoirse Ronan
O quarto de Jack Brie Larson
A senhora da van Maggie Smith

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação