Na rota do fogo nordestino

Na rota do fogo nordestino

A tocha olímpica vai passar em 22 cidades da região conhecida por belas praias, boa comida e rica cultura. Se você quiser embarcar nesta aventura, não deixe de conhecer os museus e as famosas festas típicas

postado em 02/12/2015 00:00
 (foto: RioTur/Divulgação
)
(foto: RioTur/Divulgação )

O número de cidades que receberão a tocha olímpica até a abertura dos jogos de 2016 impressiona: 83. O símbolo dos primeiros jogos olímpicos da América do Sul vai brilhar de norte a sul do país até a abertura do evento, em 6 de agosto. A lista com a ordem das cidades será divulgada no início do ano que vem, mas o marco inicial já é conhecido: Brasília. Em seguida, a tocha circulará pelo Brasil e, por fim, chega ao Rio de Janeiro, sede das competições.

A Região Nordeste receberá o fogo olímpico em 22 cidades, da Bahia ao Maranhão. As atrações fazem jus à diversidade do Brasil ; incluem belas praias no Piauí, a alegria do São João e a riqueza cultural de Caruaru, em Pernambuco. Culinária única e museus que contam histórias de séculos vão atrair os turistas que arrumarem as malas e partirem em busca de verdadeiros tesouros escondidos no interior do país. Confira a lista de sete cidades preparada pelo Turismo e aproveite a viagem.


Senhor do Bonfim (BA)
Capital baiana do forró, a cidade ganhou fama por causa de sua festa de são-joão, onde é possível provar da culinária nordestina ; bode assado, buchada, feijão-verde e baião de dois são só o começo. Senhor do Bonfim também é lugar de belezas naturais: rios, cachoeiras, grutas podem ser acessados por trilhas. A Reserva do Grunga tem nascentes bem preservadas e é destaque na região. Outra atração local imperdível: a feira livre da cidade, uma das maiores do nordeste, com 1,2km de extensão. Visite também a Paróquia Senhor do Bonfim, que leva o nome da cidade.

Petrolina (PE)
Para quem pensa que vinho bom é produzido apenas no Sul do país, a cidade prova o contrário: do Nordeste também saem rótulos de qualidade. Além de vinícolas abertas à visitação, a gastronomia local, que inclui pratos com carne de bode, dá fama ao lugar. As carrancas, rostos assustadores usados na frente de embarcações, também são originárias dali. Com o calor, o Rio São Francisco vira ;praia; dos visitantes, com direito à orla repleta de restaurantes e bares. Para viajar na história, visite o Museu do Sertão. Galerias com móveis e objetos de cangaceiros recontam o passado de Petrolina e arredores.

Imperatriz (MA)
A cidade leva esse nome em homenagem à imperatriz Teresa Cristina, que foi esposa de dom Pedro II. Entre os atrativos da cidade, o destaque é o Freitas Parque Aquático, famoso na região. O Rio Tocantins também marca presença entre os pontos turísticos. Com praias que surgem no verão e diversas pousadas prontas para receber turistas o ano inteiro, o local tem boa infraestrutura. Próximo à cidade, em Carolina (MA), estão as cachoeiras Três Marias, Macapá, o Parque Ecológico Santa Luzia e o Parque Nacional da Chapada das Mesas, roteiro obrigatório para qualquer fã de ecoturismo.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação