Clássico para quebrar jejum

Clássico para quebrar jejum

UniCeub/BRB acumula derrotas diante do Flamengo: sete nos últimos 10 confrontos. Hoje, equipe tem a chance de encerrar série negativa

MAÍRA NUNES
postado em 17/12/2015 00:00
 (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)


O Ginásio Nilson Nelson será palco, às 21h, do clássico entre os dois únicos campeões do Novo Basquete Brasil (NBB). No duelo de títulos, o Flamengo sobressai diante do UniCeub/BRB por ter levantado a taça uma vez a mais ; quatro no total. Nos confrontos diretos, os rubro-negros também levam a melhor: são 13 vitórias contra 11 derrotas. Apesar do aparente equilíbrio, a história recente aponta larga vantagem dos cariocas. Nas últimas 10 partidas, o time brasiliense foi batido em sete. Porém, embalado pela conquista da Liga Sul-Americana, há uma semana, o representante do DF tem a chance de encerrar um jejum de quase três anos sem superar o rival.

A última vitória aconteceu em 21 de fevereiro de 2013, quando um duplo-duplo de Paulão Prestes fez a equipe brasiliense liderar o placar de 82 x 70. Aos olhos de mais de 10 mil torcedores, o armador Nezinho arrancou das arquibancadas o canto de ;o campeão voltou; ao marcar 18 pontos e sagrar-se o cestinha do jogo. O elenco ainda contava com o aguerrido ala Alex. Desse período, restou somente o ala/pivô Guilherme Giovannoni no elenco ; e um certo saudosismo, por parte de quem fica na torcida, das disputas acirradas desde o primeiro minuto, dignas de um clássico.

Apesar do triunfo dos candangos naquela ocasião, o tricampeão brasileiro seria eliminado nas quartas de final, pelo São José dos Campos. E pior: veria o arquirrival Flamengo assumir o domínio do principal campeonato nacional da modalidade. Desde então, o clube da Gávea venceu as três edições do NBB. Enquanto isso, o time de Brasília não conseguiu passar das quartas de final no torneio.

Na semana passada, o UniCeub/BRB conquistou o primeiro objetivo da temporada 2015/2016: garantiu o tricampeonato da Liga Sul-Americana. Para levantar o caneco, em Corrientes, na Argentina, não foi preciso nem a terceira partida da final, disputada em melhor de três. A competição internacional, no entanto, ;roubou; o foco dos brasilienses, que tropeçaram por três vezes seguidas no NBB: diante do Vitória, do Franca e do Bauru. A sequência ruim foi quebrada na terça-feira, com o apertado triunfo sobre o Macaé, no ginásio do Clube do Exército, no Setor Militar Urbano.

Na sexta colocação no NBB, com 57,1% de aproveitamento, a equipe candanga conta ainda com quatro jogos atrasados ; adiados por conta da competição sul-americana ; para tentar recuperar o fôlego e a competitividade no Nacional. Do outro lado, o Flamengo tentará melhorar o aproveitamento de 70% para subir da terceira posição.

Programe-se

NBB ; 12; rodada
UniCeub/BRB x Flamengo
Horário: 21h
Local: Ginásio Nilson Nelson
Ingressos: R$ 25 (meia-entrada) somente para o anel inferior. Podem ser adquiridos na bilheteria do ginásio, a partir das 9h

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação