Grita geral

Grita geral

postado em 17/12/2015 00:00

Secretaria de Economia
Insegurança no parque

A leitora Gisele Schmidt entrou em contato com a coluna Grita Geral, por meio do WhatsApp do Correio (9256-2104), para reclamar da falta de segurança pública no Parque da Cidade Sarah Kubitschek. Segundo ela, em 12 de dezembro, os instrutores de corrida que lhe acompanham
no período noturno foram assaltados. ;Levaram as bicicletas deles e nos deixaram em meio
a um clima de medo e revolta;, comentou. Gisele critica também a falta de
iluminação da pista de corrida e nos banheiros do local.

; A Secretaria de Economia, Desenvolvimento Sustentável e Turismo informa que, nos próximos 30 dias, haverá a substituição da fiação e iluminação das estações no Parque da Cidade. A primeira etapa já foi concluída com a avaliação técnica da Companhia Energética de Brasília (CEB). A segunda etapa será a troca das lâmpadas antigas pelas lâmpadas de LED, mais econômicas e duráveis. O Parque da Cidade passa, atualmente, por uma grande transformação. Em janeiro será inaugurada a nova pista de caminhada com 10km de extensão. Este mês também foi iniciada a primeira etapa da obra para recuperação da antiga pista. Estão sendo feitos serviços de recuperação e fresagem do pavimento. A Polícia Militar esclarece que o parque conta com policiamento 24 horas. Os índices criminais no local foram reduzidos, por meio do aumento do efetivo, implementação de viatura específica no local, implementação de uma base móvel nos fins de semana e feriados, implementação do policiamento da cavalaria. Para os ciclistas, há escolta policial com viatura das 6 às 8 horas e das 20 às 22 horas.


SLU
Lixão improvisado

O leitor Reinaldo de Paula entrou em contato com a coluna Grita Geral, por meio do WhatsApp do Correio (9256-2104), para reclamar da falta de limpeza urbana na QNP 12/8 do setor P Sul, em Ceilândia. Segundo ele, nessa quadra existe um lixão improvisado há, pelo menos, duas décadas. ;A administração só vem limpar a cada dois meses, fazendo o lixo acumular demais;, reclamou. Reinaldo também afirma que já ocorreram promessas de ocupação do local,
mas até agora nada foi feito.

; O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) informa que vai ser enviada uma equipe de limpeza para área citada. O SLU pede a colaboração e o engajamento da população no combate ao mosquito Aedes Aegypti evitando descartar irregularmente
resíduos em locai impróprios.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação