Corrupção derruba corregedor

Corrupção derruba corregedor

postado em 22/12/2015 00:00
 (foto: Nathalia Manzaro/SSP/SP - 14/8/15)
(foto: Nathalia Manzaro/SSP/SP - 14/8/15)
O secretário estadual de Segurança Pública de São Paulo, Alexandre de Moraes, anunciou que o atual diretor da Corregedoria da Polícia Civil, delegado Nestor Sampaio Penteado Filho, foi afastado do cargo. No lugar dele, vai assumir o delegado Domingos Paulo Neto, que atualmente é diretor Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap). O anúncio foi feito em entrevista coletiva na manhã de ontem.

A troca foi feita depois da denúncia de existência de um ;mensalão; pago por policiais corruptos à Corregedoria da Polícia Civil de São Paulo. As mudanças acontecem, segundo Moraes, porque todos os membros da Corregedoria citados pelo MPE serão investigados em inquéritos policiais. ;Para evitar o constrangimento de o chefe investigar a própria equipe;, justificou o secretário.

Também foram afastados sete investigadores da Polícia Civil, o chefe dos investigadores do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), Silvio Toyama, e o delegado Luiz Longo.

Segundo as investigações, os corregedores venderiam proteção aos homens que deveriam investigar e prender. Em troca de até R$ 50 mil, os corregedores informavam delegacias e departamentos da Polícia Civil sobre planejamento de operações do Ministério Público Estadual (MPE) e o recebimento de denúncias feitas por vítimas de extorsões de policiais.

A Secretaria de Segurança Pública informou, por meio de nota, que o secretário Alexandre de Moraes tomou conhecimento do caso na quarta-feira, durante reunião com romotores, e pediu ;imediata apuração por parte da Delegacia-Geral de Polícia;.

A pasta não informou quais providências poderão ser tomadas em relação aos policiais do Deic e da Corregedoria da Polícia Civil suspeitos de dar fuga aos policiais Mario Capalbo e Raphael Schiavinatto. Eles aparecem, em vídeo, deixando o prédio logo depois da chegada de membros do Ministério Público.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação