Santos avisa que pretende repatriar Robinho. Mais uma vez

Santos avisa que pretende repatriar Robinho. Mais uma vez

postado em 22/12/2015 00:00
 (foto: Nelson Almeida/AFP - 28/6/15)
(foto: Nelson Almeida/AFP - 28/6/15)



A quarta passagem de Robinho pelo Santos pode começar em janeiro: o clube decidiu tentar repatriar o atacante de 31 anos mais uma vez. Ele está no Guangzhou Evergrande, da China, há seis meses. Lá, comandado por Luiz Felipe Scolari, foi campeão chinês e asiático, mas tem ficado no banco de reservas.


O contrato assinado por Robinho em janeiro já o permitiria deixar a China, sem pagar multa, desde julho. Como havia recebido todo o salário do ano à vista ; cerca de R$ 40 milhões ;, o atleta decidiu não sair do clube antes.


Agora, a vontade do Peixe em repatriar o camisa 7 dos títulos nacionais de 2002 e de 2004 é tão grande que o presidente do clube, Modesto Roma Júnior, deu uma entrevista ao site do próprio clube para falar sobre a vontade de contar com Robinho. ;O Santos é a casa dele, e ele sabe disso. Acho muito difícil um acerto, mas nada pode ser descartado;, comentou.


Recentemente, o dirigente afirmou que Robinho só volta ao Santos se aceitar ganhar o teto salarial de R$ 200 mil mensais. Quando ainda estava atuando no alvinegro o atleta chegou a dizer que não descartaria defender outra equipe no Brasil.

Oficial

Ontem, o meia Marlone assinou contrato de quatro anos com o Corinthians e, inclusive, vestiu a camisa do clube. O acordo é de quatro anos. Outra novidade certa, esta no Internacional, é a chegada do lateral-direito Paulo Cezar Magalhães. Filho de pai brasileiro e mãe chilena, o jogador de 26 anos tem dupla nacionalidade e estava atuando na Universidad de Chile desde 2011.


O Grêmio, por sua vez, acertou duas importantes permanências. A proposta gremista pelo volante Maicon subiu de R$ 6 milhões para R$ 7 milhões, como queria o São Paulo, e a negociação foi concretizada. Quem também segue no tricolor gaúcho é o zagueiro Geromel. A oficialização só depende da assinatura do atleta para selar o novo vínculo, válido por quatro anos.





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação