O amigo de Ayrton Senna

O amigo de Ayrton Senna

Numa das raras entrevistas, o reservado austríaco Josef Leberer conta ao Correio sobre o convívio com o disciplinado ídolo

Douglas Carvalho Especial para o Correio
postado em 01/02/2016 00:00
 (foto: Helio Montferre/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Helio Montferre/Esp. CB/D.A Press)



A pele avermelhada do austríaco Josef Leberer, 56 anos, consequência de uma insolação, sugere uma falta de intimidade com o verão do Brasil. A visita ao país, no entanto, não é novidade para o gringo: amigo mais próximo do tricampeão mundial de Fórmula 1 Ayrton Senna (1988, 1990 e 1991), ele coleciona viagens a Angra dos Reis, no sul do Rio de Janeiro, e São Paulo, sempre na companhia do astro durante os seis anos da relação até a morte do brasileiro, em 1994. Mais de duas décadas após a tragédia, Leberer hoje é o fiel escudeiro do brasiliense Felipe Nasr, piloto da equipe suíça Sauber, da F-1.


Em seu penúltimo dia de veraneio em Brasília e horas antes de curtir o show do cantor Wesley Safadão no Estádio Mané Garrincha, o austríaco recebeu o Correio na casa do tio de Felipe, Amir Nasr, no Lago Sul. Leberer relembrou o dia a dia com Senna, vivido de 1988 (ano de estreia do brasileiro pela escuderia inglesa McLaren, onde se conheceram) a 1994. Contou detalhes da preparação física do ;minucioso; astro e os instantes seguintes a uma das principais façanhas do piloto: a dramática vitória no Grande Prêmio do Brasil de 1991 ; ele repetiria o feito em Interlagos dois anos depois. O brasileiro recebeu a bandeirada final após guiar sua McLaren MP4/6 com três marchas quebradas desde as últimas 20 voltas, o que provocou dores, espasmos musculares e choro no até então bicampeão da F-1.


;Naquele dia, fomos dormir às 2h. Primeiro, porque tinha centenas de fãs em frente à casa do Ayrton. Depois, porque tivemos de fazer um trabalho especial para recuperá-lo do estresse e da contração muscular. Alongamos o pescoço, os ombros e a coluna dele e fizemos reflexologia;, recorda Leberer. ;Ayrton sentiu muita dor. Mas era muito determinado no que fazia e, dois dias após a corrida, já voltava a treinar;, acrescenta. À época, os pilotos não dispunham do Hans (dispositivo em forma de U que se encaixa sobre os ombros e atrás da nuca e aumenta a segurança dos competidores).


Multitarefa, Leberer foi, além de amigo, preparador físico, nutricionista, fisioterapeuta e massagista e ;cozinheiro particular; do tricampeão. Ele era, inclusive, mais próximo do brasileiro que de seu compatriota Gerhard Berger, companheiro de Senna na McLaren de 1990 a 1992. ;Eu preparava todas as refeições dele, desde o café da manhã. Naquela noite do GP do Brasil, Ayrton comeu peixe e macarrão, porque precisava recuperar proteína e carboidratos, e salada;, diz. ;No café da manhã, misturei cereais com frutas que comprei aqui no país. E ele dizia: ;O que você faz parece bom e é bom. Já comi coisas bonitas que não eram gostosas.;


A amizade de Leberer com Senna foi tão intensa que o piloto levou junto o companheiro quando trocou a McLaren por outra gigante inglesa, a Williams, em 1994, ano do acidente que o matou no GP de Ímola, na Itália. A relação rendeu, inclusive, uma homenagem do austríaco: ele batizou o próprio filho de Josef Ayrton Leberer.


A era Nasr

Preparador físico e nutricionista de Felipe Nasr desde o ano passado, Leberer enaltece o legado de Ayrton como uma das principais ;inspirações; para os sucessores sobre a importância da preparação física na categoria. E o compara ao mais novo companheiro. ;Felipe também é muito disciplinado, não passa dos limites na alimentação. E, por isso, tem uma recuperação muito boa;, comenta. ;Assim, não tem como não liberá-lo para jogar futebol com os amigos quando está de férias;, brinca o austríaco, que já trabalhou com o tetracampeão mundial francês Alain Prost, o finlandês Kimi Raikkonen, os alemães Nick Heidfeld e Sebastian Vettel, o polonês Robert Kubica e o brasileiro Felipe Massa, entre outros.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação