Pré-carnaval leva milhares às ruas

Pré-carnaval leva milhares às ruas

Rio de Janeiro, Salvador, Recife, São Paulo e Belo Horizonte são algumas das capitais que arrastaram multidões. Gilberto Gil fez participação especial no bloco da filha, Preta. Monobloco fez estreia com 50 mil pessoas na capital paulista

postado em 01/02/2016 00:00
 (foto: Fernando Maia/Riotur)
(foto: Fernando Maia/Riotur)








No fim de semana de pré-carnaval, centenas de blocos saíram pelo país e arrastaram centenas de milhares de foliões às ruas. Nas tradicionais capitais carnavalescas, a folia foi do início da manhã até a noite. No Rio de Janeiro, mais de 50 blocos se apresentaram, segundo constava da previsão da Riotur. A festa na cidade ainda teve direito a pelo menos dois pedidos de casamento em cima de trios elétricos. Em São Paulo, mais de 50 mil pessoas acompanharam o Monobloco, no show de estreia nas prévias do carnaval. E, em Salvador, minitrios, que tiveram a participação de cantores como Carlinhos Brown, Otto e Ellen Oléria, levaram alegria ao público no ;Furdunçu;.

O maior evento do pré-carnaval no Rio, o Bloco da Preta Gil teve a participação inédita do pai da cantora, o compositor Gilberto Gil. Além da presença do artista, a festa teve uma pausa para o romance. Um homem pediu o namorado em casamento em cima do trio elétrico. O Bloco da Preta levou mais de 300 mil foliões ao Centro da cidade. ;Ano que vem, vou pedir para o prefeito fazer seis horas de trio;, brincou a cantora. A funkeira Ludmilla e o cantor Nego do Borel também fizeram participações especiais.

Cerca de 200 seguranças foram contratados para fazer o cordão de isolamento. E, por diversas vezes, Preta tentou interromper brigas do palco. Antes do Bloco da Preta, que começou por volta de 12h, o Cordão do Boitatá animou cerca de 5 mil foliões na Lapa. Com canções tradicionais da música popular brasileira, os músicos começaram a apresentação às 8h. Pouco tempo depois, o Bloco Fogo e Paixão, com repertório de músicas bregas, desfilou pelas ruas. Por volta de 12 mil pessoas participaram do evento.

Salvador
Ontem, o ;Furdunçu; tomou conta do pré-carnaval na Barra, em Salvador. O evento seguiu o circuito do Clube Espanhol ao Farol da Barra e teve a apresentação de 33 grupos desfilando em minitrios. Quem deu a largada foi o cantor Carlinhos Brown, que cantou no chão ao lado dos foliões. A brasiliense Ellen Oléria também se apresentou no circuito ao lado do pernambucano Otto e da baiana Márcia Castro.

A largada oficial das festividades foi dada no dia anterior, com o ;Fuzuê;. Inédito, o evento levou ao menos 20 mil pessoas às ruas. A proposta foi resgatar o clássico do carnaval baiano. Para isso, a festa contou com o desfile das ;Ganhadeiras; que entoaram canções clássicas do samba e outras da música brasileira ao som de tambores. Diversos bairros da capital baiana também receberam festas para a criançada.

Em São Paulo, na apresentação de estreia no pré-carnaval da capital, o Monobloco levou 50 mil pessoas às ruas, que aguentaram um sol forte. A folia em São Paulo teve espaço também para estrangeiros celebrarem de acordo com as próprias tradições. Na Estação da Luz, cerca de mil bolivianos desfilaram no evento Pholia da Luz, com trajes típicos. Com o enredo ;Chitas e Pepinos;, 13 grupos celebraram a ressurreição da festa em 2016. Na Vila Madalena, ao menos três blocos saíram às ruas. Houve espaço para crianças e famílias inteiras.

Pernambuco
Em Pernambuco, as Virgens do Bairro Novo encheram as ruas da Avenida Getúlio Vargas, em Olinda. Cheio de irreverência, o bloco, que sai há 63 anos, fez a alegria de pelo menos 400 mil foliões na manhã de ontem. O percurso de quatro quilômetros foi animado por 10 trios elétricos, que começaram ao meio-dia.

Na capital mineira, milhares de foliões acompanharam o Jângalove, apelidado de ;Bloco do Amor; pelos organizadores. O evento ocorreu no Parque das Mangabeiras, e o público presente chegou a 6 mil pessoas, segundo a organização. A concentração começou ainda pela manhã, mas a programação principal teve início às 14h. Mais cedo, a praça Savassi foi palco de um carnaval para crianças.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação