COB reduz meta por medalhas

COB reduz meta por medalhas

postado em 02/03/2016 00:00



O Comitê Olímpico do Brasil (COB) reduziu as expectativas sobre o número de medalhas a ser obtido pelo país na Rio-2016. Antes, a meta era subir ao pódio 27 ou 28 vezes. Agora, a entidade acredita que 23 ou 24 conquistas serão suficientes para figurar pela primeira vez no top-10 do evento.

;O número de medalhas para a gente é onde estiver o top-10. A tendência é que o top-10 possa ser algo abaixo de 27, 28 (medalhas), como ocorreu em Londres e Beijing;, afirmou Marcus Vinícius Freire, superintendente executivo de Esportes do COB. ;Existe uma tendência de maior distribuição de medalhas para os oito primeiros colocados, tirando da turma de baixo. O 10; lugar seria, então, 23, 24.;

Cortes

As Olimpíadas sofreram um corte de R$ 900 milhões no orçamento, consequência da crise econômica do Brasil. Detalhes sobre a medida serão apresentados hoje aos membros do Comitê Olímpico Internacional (COI), em Lausanne. Os responsáveis brasileiros pelos Jogos vão mostrar que conseguiram equilibrar os gastos com a receita, mas tiveram de abrir mão de vários projetos.

No total, R$ 7,4 bilhões serão gastos no Rio, sem contar as obras de infraestrutura da cidade. Para chegar a esse valor, porém, cerca de 12% dos custos inicialmente programados foram eliminados. Os principais cortes ocorreram em instalações esportivas e na eliminação de construções temporárias.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação